"Conseguimos alguns pontos", diz Rubens após o 9º lugar em Suzuka

11 de outubro de 2010

Na madrugada deste domingo (10/10) foi realizada a 16ª etapa do campeonato mundial de Fórmula 1, em Suzuka, no Japão. Rubens Barrichello completou as 53 voltas da corrida cruzando a linha de chegada em nono lugar, conquistando mais dois pontos no campeonato. Para o piloto da Williams F1, problemas de aderência prejudicaram sua corrida. “Meu carro estava patinando por toda a pista esta tarde. Eu não sei o motivo, e para piorar as coisas, tivemos muita vibração. Nós conseguimos alguns pontos hoje, mas eu realmente pensei que iríamos terminar mais a frente”, afirmou Rubens Barrichello.

A vitória em Suzuka ficou com o alemão Sebastian Vettel da equipe Red Bull. A próxima corrida do campeonato será no dia 24/10 na Coréia do Sul, país que sediará uma corrida de Fórmula 1 pela primeira vez.

Confira o resultado final do Grande Prêmio do Japão:

1 – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 53 voltas em 1h30m27s323
2 – Mark Webber (AUS/Red Bull) + 0s905
3 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) + 2s721
4 – Jenson Button (ING/McLaren) + 13s522
5 – Lewis Hamilton (ING/McLaren) + 39s595
6 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) + 59s933
7 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) + 1m04m038
8 – Nick Heidfeld (ALE/Sauber) + 1m09s648
9 – Rubens Barrichello (BRA/Williams) + 1m10s846
10 – Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) + 1m12s806
11 – Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) + 1 volta
12 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) + 1 volta
13 – Jarno Trulli (ITA/Lotus) + 2 voltas
14 – Timo Glock (ALE/Virgin) + 2 voltas
15 – Bruno Senna (BRA/Hispania) + 2 voltas
16 – Sakon Yamamoto (JAP/Hispania) + 3 voltas
17 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) + 5 voltas/acidente

Não classificados:

Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 9 voltas/motor
Robert Kubica (POL/Renault) – a 51 voltas/roda
Nico Hulkenberg (ALE/Williams) – a 53 voltas/acidente
Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 53 voltas/acidente
Vitaly Petrov (RUS/Renault) – a 53 voltas/acidente
Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) – a 53 voltas/acidente
Lucas di Grassi (BRA/Virgin) – não largou.

Foto: Jean Françóis Galeron/Divulgacão.