Stock Car: Max Wilson sai na frente na Mobil Super Final

11 de outubro de 2010

Em uma corrida muito disputada do início ao fim, o paulista Max Wilson sai na frente na abertura da Mobil Super Final, que apontará o campeão da principal categoria do automobilismo nacional. O piloto da equipe Eurofarma RC (Chevrolet) venceu a nona etapa da Copa Caixa Stock Car, ao completar as 39 voltas no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR), com o tempo de 48min54seg438. A segunda colocação ficou com o tricampeão Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), enquanto Duda Pamplona, da Officer ProGP (Chevrolet).

Com o resultado em Londrina, Max chegou à segunda vitória da temporada – tinha vencido em São Paulo, na primeira etapa -, e assumiu a liderança da Mobil Super Final, agora com um total de 239 pontos. Seu companheiro de equipe, o campeão Ricardo Mauricio, está em segundo lugar, com 235 pontos, enquanto Cacá Bueno está na terceira colocação, com 235 pontos. A décima etapa da Copa Caixa Stock Car, segunda da Mobil Super Final, será no dia 24 de outubro, em Santa Cruz do Sul (RS).

A classificação completa da Mobil Super Final é a seguinte: 1 Max Wilson, 239 pontos; 2 Ricardo Maurício, 235; 3 Cacá Bueno, 232; 4 Nonô Figueiredo, 224; 5 Átila Abreu, 220; 6 Allam Khodair, 215; 7 Marcos Gomes e Popó Bueno, 210; 9 Felipe Maluhy, 208; 10 Daniel Serra, 207.

O retorno da Stock Car à Londrina foi em grande estilo. As alterações no traçado tornaram a pista ainda mais emocionante para os pilotos, que deram um show para as mais de 21 mil pessoas presentes ao Autódromo Internacional Ayrton Senna. Logo na largada Cacá Bueno assumiu a liderança e manteve a ponta até a parada obrigatória de box. Um pequeno problema no pneu traseiro atrasou sua saída, permitindo que Max assumisse a ponta. A partir daí, o paulista precisou apenas administrar a vantagem para marcar a vitória na abertura da Mobil Super Final.

Max Wilson comentou da importância de começar a disputa da Mobil Super Final na frente. “Foi uma corrida muito tranquila e boa apesar de ter largado em oitavo. É excelente começar a Super Final com uma vitória, abre uma pequena vantagem para os outros pilotos, apesar de termos muitos pontos em jogo ainda”, afirmou. Ele ainda analisou a prova de Londrina. “Durante a primeira parte da corrida eu vim chegando no Cacá. Na parada de boxes, ele deve ter tido algum problema e eu acabei passando durante a parada. Apesar de o Cacá ter saído muito perto de mim após minha troca de pneus, meu carro estava mais rápido e consegui abrir uma boa vantagem” disse o vencedor da etapa de Londrina.

Cacá Bueno reconheceu que o bom desempenho de Max e falou dos desafios na pista. “Primeiramente tenho que parabenizar o Max pela bela corrida. Eu estava preocupado em largar por fora, porque aqui tem uma terra vermelha e a pista fica suja.Durante a largada o Duda estava bem lento e tive que dar uma freada para não tocar nele. Quando vi que o Duda deu um toque no acelerador, acelerei também e meu carro deu um pulo e fiz uma boa largada”, considerou o piloto da Red Bull.

Duda falou que depois de perder a liderança teve problemas e passou a administrar o terceiro lugar. “Na largada tentei acionar o push-to-pass, mas não funcionou direito, perdi um pouco de tempo. Durante a prova eu tinha um problema no pneu dianteiro direito que travava toda volta e perdia tempo com isso. Depois do pit-stop obrigatório, meu carro melhorou bastante e consegui manter um bom ritmo, e assim consegui pressionar um pouco o Cacá mas faltando cinco voltas para o final, meus pneus estava muito deteriorados e tive que começar a administrar minha posição”, contou.

Resultado da nona etapa da Copa Caixa Stock Car:

1 65 SF – Max Wilson (Eurofarma RC/Chevrolet), 39 voltas, 00:48:54.438
2 0 SF – Cacá Bueno (Red Bull Racing/Peugeot), 39, 00:48:56.418
3 23 Duda Pamplona (Officer ProGP/Chevrolet), 39, 00:48:58.888
4 25 Julio Campos (JF Racing/Peugeot), 39, 00:49:13.284
5 9 Giuliano Losacco (Flash Power Racing/Peugeot), 39, 00:49:15.801
6 90  SF – Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/Chevrolet), 39, 00:49:16.988
7 14 Luciano Burti (Itaipava Racing Team/Peugeot), 39, 00:49:21.932
8 11  SF – Nonô Figueiredo (Cosan Mobil Super Racing/Chevrolet),39,00:49:22.347
9 77 Valdeno Brito (Cosan Mobil Super Racing/Chevrolet), 39, 00:49:22.558
10 18  SF – Allam Khodair (Blau Full Time/Peugeot), 39, 00:49:23.227
11 6 Alceu Feldmann (RCM Motorsport/Peugeot), 39, 00:49:36.751
12 74  SF – Popó Bueno (A.Mattheis Motorsport/Chevrolet), 39, 00:49:38.999
13 1 Antonio Pizzonia (Hot Car Competições/Chevrolet), 39, 00:49:39.458
14 63 Lico Kaesemodel (RCM Motorsport/Peugeot), 39, 00:49:39.700
15 44 Betinho Gresse (Hot Car Competições/Chevrolet), 39, 00:49:50.913
16 33  SF – Felipe Maluhy (Officer ProGP/Chevrolet), 39, 00:49:53.350
17 2 Alan Hellmeister (JF Racing/Peugeot), 39, 00:49:53.517
18 7 Thiago Marques (A.M.G. Motorsports/Chevrolet), 39, 00:49:57.445
19 15 Antonio Jorge Neto (RZ Corinthians Motorsport/Chevrolet), 39, 00:49:57.622
20 80  SF – Marcos Gomes (Blau Full Time/Peugeot), 38, 00:49:00.962
21 100 Ricardo Zonta (RZ Corinthians Motorsport/Chevrolet), 36, 00:46:04.995
22 51  SF – Átila Abreu (A.M.G. Motorsports/Chevrolet), 34, 00:43:25.187
23 55 Christian Fittipaldi (Gramacho Costa Comp./Chevrolet), 33, 00:43:02.461
24 20 Ricardo Sperafico (Crystal Racing Team/Peugeot), 32, 00:41:59.073
25 19 Rodrigo Sperafico (Mico´s Racing/Peugeot), 30, 00:39:10.009
26 29  SF – Daniel Serra (Red Bull Racing/Peugeot), 27, 00:34:40.922
27 21 Thiago Camilo (Ipiranga Vogel Motorsport/Chevrolet), 26, 00:33:54.837
28 31 Wilian Starostik (RC3 Bassani/Chevrolet), 23, 00:30:57.082
29 99 Xandinho Negrão (A.Matheis Motorsport/Chevrolet), 13, 00:17:34.690
30 3 Cláudio Ricci (Crystal Racing Team/Peugeot), 10, 00:16:18.927
31 35 David Muffato (Itaipava Racing Team/Peugeot), 3, 00:04:34.313
32 16 Diego Nunes (RC3 Bassani/Peugeot), 3, 00:04:54.921

Fotos: Duda Bairros/Divulgação.