Trofeo Linea: Cacá vence em Brasília e assume a liderança

17 de outubro de 2010

O que começou bem continuou ainda melhor para Cacá Bueno. Depois de conquistar a pole da 9ª etapa no Autódromo Internacional Nelson Piquet (Brasília), o piloto carioca se tornou na manhã deste domingo o primeiro a ganhar duas corridas no ano de estreia do Trofeo Linea. Melhor ainda: beneficiado pelo abandono do então líder Giuliano Losacco e o 7º lugar do vice André Bragantini, Cacá assumiu a ponta do campeonato. O paranaense Jose Cordova, com uma atuação consistente, terminou em segundo e o paulista Christian Fittipaldi, em seu melhor resultado até agora, completou o pódio com a terceira colocação.

Cacá fez uma corrida sem sobressaltos e, ao descer do pódio, recebeu os cumprimentos e o abraço de Felipe Massa, que veio à Capital Federal especialmente para prestigiar o evento que idealizou e apadrinha. Cacá tomou a frente na largada e manteve sempre uma confortável vantagem sobre seu companheiro de primeira fila, o paranaense Alceu Feldmann, antes que este perdesse rendimento no finalzinho por causa de um defeito na válvula do turbo e caísse para a quinta colocação na bandeirada. “Foi uma corrida excelente. Dei as quatro primeiras voltas poupando os pneus e olhando o pessoal de trás. E, quando eles ficaram sem pneu, aproveitei para dar um pulo e abrir boa vantagem”, comemorou o vencedor, que foi aos 71 pontos.

O segundo lugar também foi o ponto alto de Cordova até agora na temporada. “Foi uma corrida limpa, difícil e competitiva, mas disputada com muito profissionalismo. O calor também afetou o comportamento dos carros. O Cacá saiu bem e fiquei um pouco atrás do Alceu, porque ele estava rápido no começo da prova. No final, meu carro tinha ritmo até melhor que o do Cacá ou talvez ele estivesse administrando a corrida”, ressalvou. “Espero me sair bem na segunda prova de hoje para ainda chegar a Santa Cruz na etapa final ainda com chances de brigar pelo título.”

Christian foi outro destaque da primeira bateria, mas não estava totalmente satisfeito com o terceiro lugar no circuito onde conquistou em 1988 a primeira vitória na carreira – na época, na Fórmula Ford. “Foi bom, sem dúvida, não posso me queixar. Um pódio é sempre um pódio. Mas, com base no desempenho de todo o fim de semana, ficou uma sensação de que poderia ter terminado um pouco melhor. Eu tinha possibilidades de largar na pole, mas quebrou uma ponta de eixo no qualifying. No mínimo, eu partiria em segundo e não em quinto”, assegurou.

O grande prejuízo da manhã foi parar na conta de Giuliano Losacco. Já na parte final, o piloto paulista recolheu o carro aos boxes com problemas no sistema de alimentação de combustível. Deixou de pontuar pela primeira vez e caiu para a vice-liderança, permanecendo com os mesmos 59 pontos e apenas um de vantagem sobre André Bragantini, que chegou aos 58. Bragantini, no entanto, cruzou a linha de chegada em 7º e, graças ao sistema de grid invertido utilizado pela categoria, sairá em 2º no complemento da rodada dupla. Cacá estará em 8º no grid e Losacco somente em 20º. A largada está marcada para as 15h30.

O resultado da 9a etapa (Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas):
1 Cacá Bueno, 27min52s898
2 José Cordova, a 2s139
3 Christian Fittipaldi, a 3s957
4 Popó Bueno, a 8s360
5 Alceu Feldmann, a 9s598
6 Ricardo Mauricio, a 11s398
7 Andre Bragantini, a 12s116
8 Cesinha Bonilha, a 18s427
9 Jose Vitte, a 18s676
10 Fábio Carreira, a 19s741
11 Ulisses Silva, a 26s242
12 Jorge Neto, a 26s690
13 Clemente Jr., a 28s236
14 Duda Pamplona, a 30s810
15 Fernando Nienkotter, a 30s928
16 Rodrigo Navarro, a 31s313
17 Serafin Jr., a 33s529
18 Cesare Marrucci, a 39s348
19 Betinho Sartorio, a 41s394
20 Giuliano Losacco, a 2 voltas

Não Classificados:

Leonardo Nienkotter  e Thiago Camilo.  Melhor volta: Thiago Camilo em 2min16s744.

A nova classificação do campeonato:

1 Cacá Bueno, 71
2 Giuliano Losacco, 59
3 André Bragantini, 58
4 Alceu Feldmann, 51
5 Christian Fittipaldi e José Cordova, 46
7 Serafin Jr., 43
8 Cesar Bonilha, 41
9 José Vitte, 38
10 Popó Bueno, 35
11 Antonio Jorge Neto, 31
12 Duda Pamplona, 30
13 Ricardo Maurício, 28
14 Ulisses Silva, 20
15 Clemente Faria Jr., 19
16 Leonardo Nienkotter , 7
17 Thiago Camilo, 6
18 Cesar Marrucci, Rodrigo Navarro e Fabio Carreira,1