Racing Day movimenta tarde cearense

18 de outubro de 2010

As quase duas mil pessoas que compareceram ao autódromo Virgílio Távora, na cidade do Eusébio, neste fim de semana (16 e 17), conferiram um verdadeiro show de velocidade com a realização da quinta edição do Racing Day (Dia de Corrida) que reúne carros e pilotos de cinco categorias, dentre elas a Superturismo e Marcas (Foto), que formaram o prato principal de um cardápio repleto de disputas.

Como entrada, ainda no sábado (16), os carros da Superturismo alinharam no grid sob sol forte do início da tarde capitaneados pelo “pole” Mano Rola, da Trana Racing.  Para ele a corrida representava a permanência ou não na disputa pelo título na categoria “A” (a Superturismo é disputada em duas categorias a “A” com pilotos graduados e “B” com pilotos novatos).

Desta forma não desperdiçou o momento em que a luz vermelha se apagou autorizando a largada e manteve a liderança sendo seguido por Paulo Holanda, que largou em segundo e, habilmente, bloqueou o acesso do terceiro colocado, o piloto da Proton Racing Team, Pedrinho Virgínio (foto), que assim como Paulo, protagonizam com Mano a briga pelo título.

Com a porta fechada Pedrinho tentou manter sua posição, mas o motor de seu carro não respondeu à força que botou no pé direito ao acelerar seu carro que foi superado por Adriano Rabelo, Rodrigo Frota e Rodrigo Ventura. Mantendo uma vantagem pequena, Mano Rola conseguiu sua terceira vitória na temporada, a qual só deixou de pontuar em uma corrida, e somou mais 22 pontos, sendo 20 pelo primeiro posto, um ponto pela pole e outro pela volta mais rápida.

No domingo (17), mais uma contenda entre os três adversários. Desta vez quem saia na frente era Paulo Holanda; com Pedrinho , em segundo; e Mano (foto) em Terceiro. Na largada Paulo permaneceu à frente dos dois, deixando para trás, uma intensa batalha pelo segundo lugar.  Lado a lado Mano e Pedrinho entraram juntos na primeira curva (Curva do Desespero) e se aproximavam da segunda curva (Fernando Ari) com uma pequena vantagem para Mano, mas o suficiente para ele se manter em segundo. Na segunda metade da corrida, a diferença entre os dois era inferior a um segundo e, apesar dos insistentes ataques que sofria de Pedrinho, o experiente piloto cruzou a linha de chegada no segundo posto.

Assim, Mano Rola  conseguiu subir duas vezes no pódio e encurtar a distância que o separa do líder da competição, Paulo Holanda (foto), que a exemplo de Mano também venceu uma etapa e terminou outra em segundo lugar. Agora a diferença entre os dois, que era de 24,5 pontos passou para 18,5 pontos e ainda restam 44 a serem conquistados nas duas corridas de novembro.

Com o resultado das duas corridas o campeonato aponta Paulo Holanda na liderança com 158,5 pontos, em primeiro; Mano Rola, com 140 pontos, em segundo; e Pedrinho Virgínio, em terceiro, com 110 pontos. Um terceiro e um quinto lugares mantiveram o piloto Pedrinho Virgínio, da Proton Racing Team, na terceira colocação da Copa North Shopping de Superturismo.  Pedrinho precisava marcar o maior número de pontos possíveis, mas saiu apenas com 110 pontos. O resultado ainda alimenta a possibilidade matemática de conquista de um título, por conta dos descartes, já que, de acordo com o regulamento, os pilotos desprezam os dois piores resultados e ainda restam 44 pontos em jogo nas próximas duas etapas de novembro. Para ser campeão, o jovem piloto precisa vencer as duas corridas vindouras e torcer para que seus dois oponentes não marquem pontos.

Pela Categoria “B”, nova vitória de Marcos Rola Filho (Foto). Com as duas conquistas, Marcos Assume a segunda posição na classificação geral do campeonato e decide o título que está entre ele, Eduardo Mourão e Marcos Donizeti.

Mas quem chamou a atenção no domingo foi a surpreendente corrida de Amilcar Pio, piloto mais jovem do Norte/Nordeste, com apenas 16 anos de idade. Em sua oitava corrida na temporada,  enfim, teve um carro à altura de seu talento e pôde mostrar que tem muito a acrescentar em emoção às corridas da Superturismo, ao superar pilotos mais experientes em ultrapassagens por dentro da curva.

O esforço do piloto da Equipe Cearamotor/O Mundo Motor/Shoppmotos, foi premiado com a terceira colocação e um lugar no pódio. “Estou muito feliz, mais ainda por ter conseguido mostrar para aqueles que me apoiaram nos momentos mais difíceis. Dedico este resultado a toda equipe e em especial meu pai (Afrânio Pio), que é o meu maior incentivador”, revelou Amilcar (foto).

Pela categoria Marcas o destaque ficou por conta da vitória maiúscula de Alexandre Gualberto, da Frisco Racing. Após sair do carro número 69 correu para o abraço de sua esposa e, em desabafo, dizia “Demorou, mas veio! Graças à Deus!”. Era sua primeira vitória na temporada de 2010 do Campeonato Cearense de Marcas.

Em uma ano difícil, a vitória de Gualberto mostra que no automobilismo o trabalho, dedicação e determinação são premiados. O piloto, que enfrentou problemas mecânicos e se envolveu em acidentes em outras corridas, largou em décimo segundo e soube construir sua vitória a cada momento da prova.

Gualberto superou fortes adversários o campeão Ângelo Lavor, Paulo Fernandes e Eduardo Pinheiro para cruzar a linha de chagada com a vitória, mesmo tendo passado atrás de Eduardo, que em manobra questionável, tocou na traseira do carro de Alexandre para conseguir superá-lo na pista. Com isso a direção da prova desclassificou-o, fazendo justiça a todo esforço de Gualberto.

Os três mais bem colocados da quinta etapa do Cearense de Marcas, disputada na tarde deste domingo (17), no autódromo Virgílio Távora, na cidade do Eusébio (CE) foram: 1º Alexandre Gualberto; 2º Alex Silveira; e 3º Michel Felisberto.

A Próxima etapa do Racing Day será dia 28 de Novembro, também no Eusébio.

Fotos: Robério Lessa/ João Justino e Daniel Minerva/Divulgação.