Exposição “Fórmula 1: 60 anos bem rápidos” reproduz trajetória da categoria

19 de outubro de 2010

Antece  no fim de semana do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1,  exposição do artista plástico Paulo Soláriz apresenta 15 esculturas que representam a evolução das linhas e formas dos carros através dos anos. A exposição será aberta ao público dia 4 de novembro, no hall do Hotel Transamérica.

Apresentar a evolução das linhas e formas dos carros de Fórmula 1 durante toda a história da competição. Este é o conceito da exposição “Fórmula 1: 60 anos bem rápidos”, do artista plástico Paulo Soláriz, e que terá abertura ao público no dia 4 de novembro, ficando aberta ao público durante 30 dias. Serão 15 esculturas de carros antigos e atuais representadas por diversos modelos da escuderia Ferrari, escolhida por ser a única equipe que está na Fórmula 1 desde o início do campeonato. As obras terão de 30 cm a 1 metro de tamanho, expressando toda a mudança dos bólidos através dos anos.

Segundo o artista, a exposição trará peças que representam a evolução das formas dos carros de F1 através dos anos. As peças, influenciadas pelas linhas arrojadas e aerodinâmicas, expressam toda troca de energia entre máquina e homem durante um grande prêmio. A velocidade presente nas obras pode ser percebida nos traços das esculturas, expressando toda beleza dos carros durante a história.

As linhas fluídas e cleans são características marcantes em todas as obras do artista, que expressa suas ideias com base em acontecimentos reais da vida. Com o conceito de que “a arte só vale a pena se houver verdade por trás”, Paulo Soláriz resume toda a origem de sua inspiração pra esculpir a emoção do movimento em obras magníficas.