Experiência de Kau Machado será colocada a prova na 7ª etapa da Copa Montana

21 de outubro de 2010

Em sua terceira etapa após o retorno às pistas, Kau Machado, da Max Power Racing/Radiex, está mais confiante que nunca, para mais uma disputa da Copa Chevrolet Montana, categoria de acesso da Stock Car. Neste final de semana, a prova chega a Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. Sem poder treinar com a picape entre uma corrida e outra, Kau, um dos pilotos mais experientes da categoria, usará seu conhecimento para atingir seu objetivo.

Otimista, Kau comemora o fato de estar completamente recuperado da leucemia que o afastou das corridas em maio de 2009. “Em Campo Grande pilotei durante 95% da corrida, com uma temperatura altíssima, e não senti nada. Espero em Santa Cruz ter um desempenho ainda melhor, pois sempre tenho algo a acrescentar para cada etapa. Não posso treinar com o carro, então tenho que usar minha habilidade, diferente dos outros pilotos que já estão com várias etapas na temporada, e treinos realizados”, explicou.

Para a corrida deste final de semana, a picape de Kau Machado passou por algumas modificações. “Foram feitos alguns ajustes visando um carro mais estável, para não repetir o que aconteceu em Campo Grande, quando fiquei sem pneu a duas voltas do final, dessa forma não recebi a bandeirada”, disse o piloto que embarca para Santa Cruz do Sul na próxima quinta-feira, para participar dos primeiros treinos livres da etapa, marcados para sexta-feira.

Em sua análise sobre a temporada, Kau acredita que a categoria segue com a briga entre os melhores pilotos da atualidade. “A disputa está cada vez mais difícil, houve algumas desistências de pilotos, e com isso ficaram só os melhores, o que exige ainda mais da gente e da equipe. Mas também, é mais gratificante, quando se conquista um bom resultado”, analisou.

Restando apenas três etapas para o fim da temporada o piloto paranaense acredita que chegará à sua melhor forma física na última prova. “Tenho me dedicado muito na preparação, pois sei que para atingir um resultado expressivo este ano tenho que estar igual ou, melhor aos que estão lá. Não tem sido fácil, pois são vários pontos que estou em desvantagem, mas acredito que devo chegar muito bem para a última etapa”, completou.