Rubens cruza a linha de chegada em 7º no agitado GP da Coreia do Sul

24 de outubro de 2010

Foto: Jean Françóis Galeron/Divulgacão.

A chuva que atrasou as obras do circuito de Yeongam durante todo o ano e colocou em risco o primeiro Grande Prêmio da Coreia do Sul, voltou a cair forte neste domingo (24) antes e durante a 17ª etapa do campeonato mundial de Fórmula 1, atrasando o início da prova e deixando a pista sem aderência.

Largando na décima colocação no grid, o brasileiro Rubens Barrichello ocupava a quinta colocação na parte final da prova, no entanto, o alto desgaste de seus pneus fez com que o piloto da Williams caísse para a sétima posição.

“Foi uma corrida difícil, mas estávamos competitivos hoje. Eu fui sortudo na questão da entrada do Safety Car e estava andando em uma boa posição até os estágios finais. Infelizmente, eu fiquei sem pneu nas últimas cinco voltas, o que me custou dois lugares no fim. Foi muito difícil na pista hoje, então, estou satisfeito por ter conseguido completar a corrida”, afirmou Rubens.

O resultado obtido em Yeongam foi motivo de comemoração na Williams F1. “A inauguração da corrida coreana foi muito movimentada. Terminar a corrida com os dois carros nos pontos é um resultado sólido”, disse John Russel, principal engenheiro do time inglês.

A vitória do primeiro Grande Prêmio da Coreia do Sul de Fórmula 1 ficou com o espanhol Fernando Alonso da Ferrari, líder do mundial. A próxima etapa da temporada acontece no Brasil, dia 7 de novembro.

Confira o resultado do GP da Coreia do Sul, em Yeongam:

1º Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 55 voltas em 2h48m20s810
2º Lewis Hamilton (ING/McLaren) + 14s999
3º Felipe Massa (BRA/Ferrari) + 30s868
4º Michael Schumacher (ALE/Mercedes) + 39s688
5º Robert Kubica (POL/Renault) + 47s734
6º Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) + 53s571
7º Rubens Barrichello (BRA/Williams) + 1m09s257
8º Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) + 1m17s889
9º Nick Heidfeld (ALE/Sauber) + 1m20s107
10º Nico Hulkenberg (ALE/Williams) + 1m20s851
11º Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) + 1m24s146
12º Jenson Button (ING/McLaren) + 1m29s939
13º Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) + 1 volta
14º Bruno Senna (BRA/Hispania) + 2 voltas
15º Sakon Yamamoto (JAP/Hispania) + 2 voltas

Não completaram:

Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 9 voltas/acidente
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 10 voltas/motor
Vitaly Petrov (RUS/Renault) – a 16 voltas/acidente
Timo Glock (ALE/Virgin) – a 24 voltas/acidente
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – a 25 voltas/acidente
Lucas di Grassi (BRA/Virgin) – a 30 voltas/acidente
Jarno Trulli (ITA/Lotus) – a 30 voltas/acidente
Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 37 voltas/acidente
Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 37 voltas/acidente.