Cesar Ramos é campeão da F-3 Italiana e vai testar Ferrari em dezembro

25 de outubro de 2010

O capítulo final da disputa pelo título da Fórmula 3 Italiana, neste domingo (dia 24), em Monza, teve final feliz para o Brasil, com a conquista do gaúcho Cesar Ramos, de 21 anos. Mais uma vez, a corrida foi repleta de emoções, com uma briga intensa entre os ponteiros até a bandeirada final. Ramos fechou a temporada com chave de ouro, vencendo pela terceira vez no campeonato.

Além do título, a comemoração também foi grande pela premiação. Os três primeiros no campeonato farão um teste com a equipe Ferrari de F-1, no dia 2 de dezembro, em Vallelunga. Será a primeira vez que um gaúcho vai acelerar um carro da principal categoria do automobilismo mundial.

Ramos também é o primeiro brasileiro campeão da Fórmula 3 Italiana. Antes, apenas o baiano Tony Kanaan chegou próximo, com o quarto lugar em 1995. Criada em 1964, antes de Ramos, apenas outros três pilotos não italianos haviam conquistado o título: o holandês Donny Creves/1998, o sueco Peter Sundberg/1999 e o sérvio Milos Pavlovic/2002.

“Estou muito feliz. Nosso objetivo esse ano era brigar pelo título e ter a chance de testar com a Ferrari, o que será muito importante para o futuro da minha carreira”, comemorou Ramos, que já havia vencido em Vallelunga e Hockenheim este ano, conquistando oito pódios nas 16 corridas. O brasileiro, que corre pela equipe BVM Target Racing, encerrou o campeonato com 161 pontos, descartando os dois piores resultados.

O monegasco Stephane Richelmi, segundo na corrida de hoje, foi o vice-campeão, com 153 pontos. O italiano Andrea Caldarelli ficou em terceiro, com 148. Ambos também testarão com a Ferrari.

A conquista do título

Depois de ter feito a pole na corrida de sábado (23) e ter vivido um drama antes da primeira curva, quando levou uma batida de Richelmi, Ramos foi para os boxes com a suspensão traseira esquerda danificada, conseguiu voltar em último, foi ultrapassando um a um, chegou a estar em terceiro e, nas voltas finais, com o problema da suspensão acentuado, terminou em oitavo.

Na etapa deste domingo, como os oito primeiros largam em posição invertida, Ramos partiu do oitavo lugar. “Consegui passar ileso na primeira curva e depois vim ultrapassando um a um, até chegar em quarto lugar”, contou.

A partir daí, os quatro que brigavam pelo título iniciaram uma disputa intensa. Um passando o outro. “Foi uma luta. Para quem estava de fora, acho que foi um teste cardíaco, mas consegui manter a tranqüilidade e, faltando cinco voltas, assumi a liderança e segurei até o final. Foi uma final digna de filme de cinema. Não era para ser ontem. Tinha de ser hoje e desta forma mesmo. Foi uma final inesquecível”, declarou o gaúcho de Novo Hamburgo.

Ramos deve vir para o Brasil nos próximos dias. “Quero descansar um pouco e já começar a me preparar para esse teste com a Ferrari”, finalizou o novo campeão.