Guilherme Silva fez estreia positiva na F-3

9 de novembro de 2010

O piloto mineiro Guilherme Silva (Memory One / Hi-Tech Racing), ao lado de seus ídolos da F-1, também teve o sabor de, pela primeira vez em sua carreira, pilotar um carro de corrida no Autódromo de Interlagos.

Neste final de semana, como competição preliminar do GP Brasil de F-1, Silva disputou a 23ª e 24ª etapas do Campeonato Sul-Americano de F-3, corridas que marcaram a sua estreia nas competições com monopostos, diante de quase 100 mil pessoas.

Com a ansiedade normal de qualquer estreia Silva mostrou-se bastante concentrado desde o primeiro treino livre. Na tomada de tempos, disputada na sequência do treino, Guilherme conseguiu uma boa marca e, mesmo diante de concorrentes muito mais experientes, registrou o tempo de 1m33s032. Esta marca lhe garantiu a quinta posição para a corrida de sábado.

Ao chegar à pista no sábado, porém, a chuva se fez presente durante todas as atividades. Sem nunca ter guiado seu F-3 com piso molhado Guilherme, para surpresa de todos, estava tranquilo. “Eu não tenho responsabilidade nenhuma com resultado nesta corrida. Farei o meu melhor e terei como objetivo ficar na pista. Já corri de kart por várias vezes na chuva e esta experiência certamente me valerá de alguma forma”, explicou.

Após uma boa largada o piloto manteve-se todo o tempo nas primeira posições. Com o passar das voltas alguns concorrentes o atingiram e chegaram a ultrapassá-lo. Mas, sem sair de sua meta de permanecer na pista, o mineiro mostrou grande habilidade com piso molhado e, enquanto vários concorrentes rodavam e saiam da pista Silva foi ganhando novamente as posições. Ao final dos 30 minutos de corrida o piloto da Memory One cruzou a linha de chegada na sexta posição. Lucas Foresti venceu.

No domingo o cenário da competição havia mudado. O sol e o calor voltaram à capital paulista trazendo um novo ânimo para a última prova do final de semana. Silva largou muito bem e pulou para a terceira posição antes mesmo do “S” do Senna. Atrás de Fabiano Machado e Bruno Andrade o piloto passou as primeiras voltas andando muito rápido e aprendendo o máximo possível os segredos de Interlagos. Na segunda metade da corrida, porém, quando estava na quarta posição, o pneu dianteiro esquerdo de seu carro estourou, obrigando o piloto a levar o carro lentamente para os boxes. A equipe fez um trabalho rápido e o recolocou na pista, mas, aí já sem chance de brigar por qualquer posição. Fabiano Machado venceu.

“Neste final de semana encontrei diferentes condições de pista, meus concorrentes brigando pelo título, mas, consegui meu objetivo que era o de aprender e terminar as duas corridas. Quero agradecer ao apoio de meus patrocinadores e minha família e dizer que continuarei treinando para então, decidir que rumo da minha carreira para o próximo ano”, finalizou o piloto de 16 anos.

Fotos: Flávio Quick – divulgação