Dodge Viper Competition Coupe enfrenta teste de resistência nos 500 km de São Paulo

13 de novembro de 2010

Dois pilotos do Itaipava GT Brasil colocarão o modelo Dodge Viper Competition Coupe em um belo desafio de resistência na prova mais tradicional do automobilismo paulista, os 500 km de São Paulo, marcada para domingo (14). Marcello Sant’Anna e Pedro Queirolo dividirão a pilotagem do carro na prova, que dura mais de três horas, com previsão de 117 voltas pelo circuito de Interlagos. “Nunca fizemos uma corrida tão longa com ele”, revela Pedro Queirolo.

O carro é o mesmo que era pilotado por Marcello Sant’Anna no início da temporada do Itaipava GT Brasil. “O carro estava parado desde abril, quando foi receber ajustes na oficina do (Fabio) Greco. Foi inteiramente desmontado, voltou novo e resolvemos colocar na pista para fazer esse exercício”, conta Marcello Sant’Anna, que fará a prova com um especialista no modelo: Pedro Queirolo disputa regularmente a temporada do Itaipava GT Brasil com um Dodge Viper Competition Coupe.

“Vamos correr para prestigiar os 500 km de São Paulo, que é uma das provas mais tradicionais que nós temos”, acrescenta Pedro Queirolo. As chances de vitória, eles sabem, dependem das circunstancias de corrida, em função da força dos modelos Ferrari F430 GT2 e Porsche 911 GT3 RSR – vencedores das duas últimas edições dos 500 km de São Paulo. “A disputa entre eles é parelha, nós apostamos na constância, mas sabemos que será difícil em condições normais”, revela Marcello Sant’Anna.

“A nossa primeira preocupação é chegar”, conclui. Marcello Sant’Anna será o responsável pela largada e deve pilotar toda a primeira parte da corrida, antes de passar o comando do carro para Pedro Queirolo. “O mais importante é mesmo terminar, vamos começar com um ritmo mais conservador, com poucas paradas, e aí analisar o andamento da corrida”, afirma Pedro Queirolo. O treino que define o grid de largada será realizado no sábado (13) e a corrida, no domingo, tem largada marcada para 15h00.

Foto:Fernanda Freixosa/Divulgação.