Fórmula Truck: Danilo Dirani larga da terceira fila

14 de novembro de 2010

O Campeonato Brasileiro e Sul-americano de Fórmula Truck chega a sua nona e penúltima etapa com todas as seis fábricas concorrentes largando nas sete primeiras posições. Na prática, no entanto, Roberval Andrade (Scania) conseguiu uma superioridade muito grande ao estabelecer a pole position com a marca de 1min39s091 (média de 134,24 km/h), mais de um segundo mais rápido do que Felipe Giaffone (Volkswagen), líder dos certames e que neste domingo (14/11) parte da segunda posição. A prova em Curitiba (PR) será disputada a partir das 14 horas, com transmissão ao vivo pela Rede Band de TV. Na segunda fila vai largar Leandro Totti (Mercedes) e Leandro Reis (Scania), seguidos de Paulo Salustiano (Volvo) e Danilo Dirani (Ford) na terceira fila, e Beto Monteiro (Iveco) e Valmir Benavides (Volkswagen) fechando o grupo dos oito que participaram da super classificação.

“Fiz o quarto tempo no treino classificatório, que era o mínimo que pretendíamos fazer. No top qualify tentei vir mais forte, mas meu Ford Cargo destracionou no primeiro trecho onde perdi muito tempo. Nos outros trechos veio até melhor”, contou Danilo Dirani.  “Vamos ver se melhoramos o caminhão até amanhã de manhã. Em corrida de caminhão você tem que largar com cuidado e se manter na pista até o final. Largando em sexto, vamos ver se andamos ali no grupo dos quatro primeiros”, espera o piloto da Ford Racing Trucks (Ford/ Consórcio Case/ Automotiva Usiminas/ Cummins/ Eaton/ FrasLe/ BorgWarner/ Mahle/ Ferramentas Beta/ Molas Feeder/ Digipulse/ Tecnodiesel/ Stock AIG/ S.Y.L.).

O ex-piloto de Fórmula Indy Bruno Junqueira esperava um pouco mais do treino classificatório depois que viu o tempo que garantiu a sua 15ª posição no grid de largada. “Na verdade eu esperava ficar lá pela décima posição, mas a quinta e depois a sexta marchas escaparam e por isso vamos trocar o câmbio para a corrida”, contou. “Meu objetivo será terminar. Fazer uma corrida sem problemas e quem sabe pontuar entre os oito primeiros”, planeja o mineiro.

Para o chefe da equipe Ford Racing Trucks a chave para um bom resultado será passar pelas dificuldades que a pista de Curitiba impõe aos caminhões. “Nosso primeiro objetivo será terminar a corrida. E se terminarmos, pelo menos com o Danilo (Dirani) estaremos no pódio, ele tem mérito para isto”, acredita Djalma Fogaça. “Vamos trabalhar para reverter os problemas que o Bruno (Junqueira) e o (Andersom) Toso tiveram para que eles possam terminar bem, também”, completou o sorocabano.

Confira o grid de largada da penúltima etapa da F-Truck:

1 Roberval Andrade, Scania, 1:39.091 (média de 134,24 km/h);
2 Felipe Giaffone, Volkswagen, 1:40.155;
3 Leandro Totti, Mercedes, 1:40.902;
4 Leandro Reis, Scania, 1:41.124;
5 Paulo Salustiano, Volvo, 1:41.209;
6 Danilo Dirani, Ford, 1:41.270;
7 Beto Monteiro, Iveco, 1:41.379;
8 Valmir Benavides, Volkswagen, 1:52.135;
9 Geraldo Piquet, Mercedes, 1:41.493;
10 Wellington Cirino, Mercedes, 1:41.709;
11 Renato Martins, Volkswagen, 1:41.994;
12 Adalberto Jardim, Volvo, 1:42.641;
13 Fred Marinelli, Iveco, 1:42.986;
14 Débora Rodrigues, Volkswagen, 1:43.018;
15 Bruno Junqueira, Ford, 1:43.058;
16 João Maistro, Volvo, 1:43.258;
17 José M Reis, Scania, 1:43.469;
18 Fabiano Brito, Ford, 1:43.504;
19 André Marques, Scania, 1:43.741;
20 Pedro Muffato, Scania, 1:44.194;
21 Vignaldo Fizio, Ford, 1:44.388;
22 Diumar Bueno, Volvo, 1:44.567;
23 Andersom Toso, Ford, 1:45.622;
24 Cristiano Da Matta, Iveco, 1:50.006;
25 José Cangueiro, Mercedes, 1:57.431.