Vettel: O mais novo campeão da Fórmula Um

14 de novembro de 2010

Sebastian Vettel vence em Abu Dhabi e fatura o título – Por Giovanni Romão.

A vitória do esporte. Assim muitos irão definir o título mundial de pilotos e de construtores da Fórmula 1 em 2011. O mundial das marcas foi garantido pela Red Bull ainda em Interlagos, no Brasil, na penúltima corrida da temporada. A conquista de pilotos do time dos energéticos veio uma semana depois, em Abu Dhabi, com o alemão Sebastian Vettel.

Favorito ao título, Fernando Alonso chegou aos Emirados Árabes com uma vantagem de oito pontos sobre o vice-líder Mark Webber. Em terceiro, 15 pontos atrás do espanhol, Vettel começou a ganhar o título quando cravou a pole-position no sábado, com Alonso em terceiro e Webber em quinto.

Na prova, Vettel (foto) venceu. Com Alonso apenas na 7ª posição, a RBR pode comemorar seu primeiro titulo de pilotos na F1. O pódio da corrida foi fechado pela dupla da McLaren: Lewis Hamilton e Jenson Button, respectivamente. Em uma bela corrida de recuperação,Nico Rosberg foi o quarto e Robert Kubica o quinto. Na sexta colocação terminou o russo Vitaly Petrov.

Alonso foi o sétimo, seguido por Webber. Jaime Alguersuari e Felipe Massa fecharam a zona de pontuação. Depois de largar em sétimo, Rubens Barrichello fechou a temporada apenas com a 12ª posição. Lucas di Grassi fechou o ano com uma 18ª posição e Bruno Senna em 19º.

Veja como foi a prova: Na largada da prova, Alonso (foto) perdeu a terceira colocação da prova para Button, ficando no limite para o título mundial – com o Vettel sustentando a ponta. Logo na primeira volta, Michael Schumacher e Nico Rosberg se enroscaram, e o experiente alemão acabou levando ao pior. Depois de rodar, o heptacampeão foi atingido pelo carro de Vitantonio Liuzzi – os dois abandonaram a prova.

Devido ao acidente, o safety-car entrou na pista e ficou até a volta número seis, enquanto os fiscais limpavam o local onde aconteceu o toque. A corrida seguiu sem grandes acontecimentos até a volta 12. O único lance emocionante foi o “X” de Rubens Barrichello em cima do Kobayashi.

A rodada de pit stop começou cedo, logo no giro 12. Depois de reclamar pelo rádio do desgaste dos pneus, Webber foi para o pit trocar os pneus – apostando logo nos pneus duros. Na sequência, quem entrou foi Massa, na volta 14. Líder do campeonato, Alonso entrou duas voltas depois de Massa para trocar seu pneu.  No retorno dos boxes, Alonso ficou por muitas voltas preso até de Vitaly Petrov (foto), proporcionando até uma escapada de pista ao tentar ultrapassar o piloto russo da Renault. O espanhol chegou a sair da pista mais uma vez. Atrás, Webber não conseguiu se aproveitar de nenhuma das duas situações.

Enquanto Webber e Alonso pararam logo no começo da prova, os líderes do GP, Vettel e Hamilton, se seguraram na pista com pneus macios até a volta 23, quanto o inglês entrou para a troca. O piloto da Red Bull veio na volta seguinte – neste momento da prova como campeão do mundo.

De volta a pista, Vettel perdeu apenas uma posição, para Button – que ainda não havia parado. Hamilton (foto) voltou atrás de Kubica e Kobayashi, que brigavam pela terceira posição. O inglês ganhou a posição para cima do japonês da Sauber, mas enfrentou dificuldades para superar o Kubica. Hamilton ainda chamou a equipe pelo rádio, na volta 32, alegando problemas de pneus e cogitando a possibilidade de uma nova parada.

Das equipes de ponta, o último a parar foi Button, na volta 40. Com a parada do inglês da McLaren, Vettel voltou para a ponta – retomando a condição de campeão. Os últimos dois pilotos da pista a pararem foram Kubica e Adrian Sutil. O polonês voltou na frente de Petrov e Alonso, complicando ainda mais a vida do piloto espanhol da Ferrari.

Daí para frente, nada mais aconteceu na prova e Vettel conduziu tranquilamente até a volta 55 para faturar a vitória e seu primeiro título na Fórmula 1.

Confira o resultado do GP de Abu Dhabi:

1 Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
2 Lewis Hamilton (ING/McLaren)
3 Jenson Button (ING/McLaren)
4 Nico Rosberg (ALE/Mercedes GP)
5 Robert Kubica (POL/Renault)
6 Vitaly Petrov (RUS/Renault)
7 Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
8 Mark Webber (AUS/Red Bull)
9 Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)
10 Felipe Massa (BRA/Ferrari)
11 Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber)
12 Rubens Barrichello (BRA/Williams)
13 Adrian Sutil (ALE/Force India)
14 Kamui Kobayashi (JAP/BMW Sauber)
15 Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
16 Nico Hulkenberg (ALE/Williams)
17 Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)
18 Timo Glock (ALE/Virgin)
19 Lucas di Grassi (BRA/Virgin)
20 Bruno Senna (BRA/HRT)
21 Christian Klien (AUT/HRT)
22 Jarno Trulli (ITA/Lotus)
Abandono – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)
Abandono –  Michael Schumacher (ALE/Mercedes GP)

Fonte:F1Mania.net – redacao@f1mania.net

Fotos: Red Bull Racing – Getty Images/Escuderia Ferrari/Renault F-1/McLaren Mercedes Vodafone/Divulgação.