Dia agitado no Kart carioca

15 de novembro de 2010

Apesar da chuva e do frio para os padrões cariocas, as boas disputas da terceira etapa do Estadual de kart do Rio de Janeiro esquentaram e animaram o dia de quem foi, neste domingo, ao kartódromo de Volta Redonda assistir as provas das sete categorias que compõem a disputa – Cadete, Júnior Menor, Júnior, Sprinter, Sênior, F4 e F4 Open. As seguidas trocas de posição ratificaram que o campeonato é uma boa alternativa para quem gosta do esporte. 

A estreante F4 Open foi movimentada desde a primeira de suas duas baterias. Após ultrapassar o pole Gabriel Gonzaga ainda na volta inicial, Leonardo Sampaio venceu, seguido por Marcelo Menescal. As brigas mais aguerridas aconteceram a partir da segunda posição. João Pedro, Lucas de Lavega e Marcos Perazo disputaram cada palmo de pista na luta pelo terceiro lugar. Perazo levou a melhor. O grid da segunda prova do dia tem a ordem inversa da chegada da corrida inicial. Mas, nem mesmo o piso molhado e escorregadio impediu que Sampaio logo iniciasse a briga pela ponta com Lucas Lavega.  A disputa seguiu intensa até a quarta volta, quando Lavega rodou e cedeu a dianteira para Sampaio, que não deixou brechas e voltou a ser o primeiro a receber a bandeirada.

A segunda prova do dia, com pilotos da Cadete e Mirim correndo juntos, foi a que mais despertou a atenção da torcida, com diversas trocas de posição. Aproveitando-se da indecisão do pole João Sá e da briga inicial, Sinder Bitton Neto, sexto do grid, não demorou a assumir a ponta. Mas o bloco que disputava a liderança era compacto, e a briga seguiu atraente. Após um intenso passa-repassa entre os cinco primeiros, Lucas Annuza tomou a ponta na quarta volta. As disputas pelo segundo lugar, entre Sinder e João Sá seguiram até a bandeirada, com Sinder levando a melhor. As disputas foram tão aguerridas, que Luca Castiglia foi excluído da prova, por atitude antidesportiva. Pelo mesmo motivo, Sergio Henrique foi penalizado com acréscimo de 20 segundos. Após 15 atraentes voltas, Lucas Annuza comemorou a vitória na Cadete. Entre os Mirins, Júlia Jokinin herdou a primeira colocação após as desclassificações, por irregularidades técnicas, de Gianluca Petecof  e Breno Rodrigues.

Na corrida que reuniu Júnior e Júnior Menor, o pole Flávio Bruno venceu de ponta a ponta. Caio Becker e Guilherme Pessoa participaram de uma boa briga pelo segundo lugar, vencida por Caio. A chuva que caiu na 13ª volta, provocou o encerramento da prova na passagem seguinte, quatro antes do previsto. O dono do degrau mais alto do pódio da Júnior Menor foi Gabriel Davi.

Na F4, para motores Honda e Fortex quatro tempos, quem despontou como o grande nome do dia foi Max Bitton. Ele havia feito o segundo tempo na classificação, mas teve de largar em último por ter ficado com 500 gramas abaixo do peso mínimo permitido. Após belas ultrapassagens, como a que o levou a conquistar o terceiro lugar sobre Daniel Magesti, ele completou a 11ª volta com quase 2,5 segundos de desvantagem para o então líder André Cupello, o Dedezinho. Bitton seguiu apertando firme o pedal da direita, colocou pressão e festejou a vitória, após ultrapassagem na 14ª volta das 20 voltas. Nesta categoria o grid da segunda prova é o mesmo que terminou a primeira, e Max Bitton ganhou o direito à posição de honra. Ele manteve a ponta no início, mas um acidente com Tiago Venâncio provocou a interrupção da prova. O piloto nada sofreu e voltou a disputa, depois de a chuva chegar e prolongar a interrupção, para que todos pudessem trocar os pneus. Instantes após a relargada, o Kart de Bitton ficou sem a proteção do filtro do carburador, e caiu para as últimas posições. Dedezinho, ao contrário, apresentou um equipamento perfeito para aquelas condições de pista. Após abrir vantagem de quase dois segundos por volta, ele venceu com vantagem de 24s455 sobre Rodrigo Alvarenga. Com a soma de pontos das duas baterias, Dedezinho ocupou o lugar mais alto do pódio, seguido por Daniel Mageste e Alexander Camargos.

Na Sprinter, o pole Luir Miranda pulou na ponta e parecia caminhar para a vitória, quando foi vítima de uma pane elétrica que o obrigou a abandonar na metade das 20 voltas. Marconi Valente, que havia superado Kenneth Rodrigues em bela ultrapassagem na disputa pela segunda colocação, assumiu a ponta e festejou a vitória.

A Sênior foi a categoria em que o primeiro colocado teve menos trabalho. Dono da pole, Timo Jokinen liderou de ponta a ponta e recebeu a bandeirada com mais de 8 segundos de vantagem sobre Alexandre Azevedo, que travara um bom duelo pelo segundo lugar até Cristiano Matheis abandonar com problemas no motor.

Os vencedores da Cadete, Júnior Menor, Júnior, Sprinter e Sênior, categorias com motores sorteados e preparados pela RBC Preparaçôes conquistaram vaga na prova em que a empresa vai distribuir cerca de R$ 200 mil em prêmios, dia 5 de dezembro, no kartódromo Aldeia da Serra, em São Paulo. Participam da competição pilotos de diversas regiões do Brasil.

Veja os vencedores da terceira etapa do Estadual de Kart do Rio de Janeiro

– F4 Open – Leonardo Sampaio (1ª e 2ª  provas)

– Cadete – Joáo Sá

– Mirim – Júlia Jokonin

– Júnior – Flávio Bruno

– Júnior Menor – Gabriel Davi

– Sprinter – Marconi Valente

– Sênior  – Timo Jokinen

– F4 – André “Dedezinho” Cupello

 

 

Foto: Luiz Pinheiro