Ivan Mendes e Luis Abbade vencem na Spyder

15 de novembro de 2010

A temporada de estréia da Copa Brasil Spyder Race termina de forma emocionante no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Mesmo com o título definido para Fulvio Marote da RJ Racing / Marote Motorsports na etapa de sábado, todos os pilotos lutaram para conquistarem a última etapa de 2010. Coube ao mineiro Ivan Mendes (Arias Motorsports) terminar o ano da mesma forma que iniciou a temporada: vencendo.

Ivan superou o piloto Henrique Assunção, companheiro de Fulvio Marote na RJ Racing / Marote Motorsports, conquistando sua terceira vitória na temporada. Sergio Pistili (AT Autosport) terminou na terceira posição depois de largar em 6º e antes do “S” do Senna já aparecer na 2ª colocação.

Quem levantou a torcida presente no GP Haya válido pela 8ª etapa logo no início da prova foi o campeão Fulvio Marote: em 5º lugar na segunda volta, ultrapassou Fabio Perez (SP Mec), Rodrigo Posses (G-Stage) e Pistili fazendo uma linda manobra colado ao muro dos boxes e descendo o “S” já na segunda colocação.

Marote por problemas mecânicos não terminou a prova, abandonando depois de vinte e uma voltas; Rodrigo Posses e Fabio Perez que na etapa de sábado lutaram até os milímetros finais pela vitória, no domingo também ficaram pela pista por problemas mecânicos: Posses abandou na 7ª volta enquanto Perez parou já na 3ª volta.

Com essa vitória, Ivan Mendes conquistou o vice campeonato na Copa Brasil Spyder Race com 110 pontos, contra 103 de Rodrigo Posses, que com a quebra de domingo não pontuou.

Na Light, Luis Abbade (HJL Motorsports) venceu pela primeira vez em Interlagos (SP), deixando todos os concorrentes ao título para trás. Além da vitória, Abbade também foi o mais rápida na categoria com 1min47s085, conquistando o ponto a mais de bonificação.

A Segunda colocação ficou com Raijan Mascarello (Guerra Motorsport), que mesmo com os problemas enfrentados durante o final de semana superou os adversários que lutavam pelo título, porém não foi o suficiente para superar o paranaense Marcelo Campagnolo (Cesinha Competições) que terminou na terceira colocação.

O piloto da RSports Sergio Martinez também lutava pelo título mas perdeu rendimento durante a prova e terminou apenas na 6ª posição na categoria Light.

Com isso, Campagnolo conquistou o título na categoria Light com 146 pontos, contra 140 de Raijan Mascarello e 121 de Sergio Martinez; além de fazer o campeão entre pilotos, a Cesinha Competições sagrou-se campeã entre as equipes. Na categoria Race, a RJ Racing / Marote Motorsports foi a campeã entre as equipes com 165 pontos, superando a SP Mec com 136 pontos.

A Copa Brasil Spyder Race termina sua primeira temporada como categoria nacional com ótimos resultados, além de um campeonato com excelente nível técnico e competitivo, sendo decidido apenas na última rodada.