Patrick Gonçalves fatura a primeira bateria do Mini Challenge em Brasília

20 de novembro de 2010

Patrick Gonçalves mais uma vez mostrou ótimo desempenho no Mini Challenge. Mantendo o ritmo que impôs durante os classificatórios, o baiano que largou em segundo foi em busca de mais uma vitória na temporada, e conquistou o quarto topo de pódio no ano, com o tempo de 26min00seg244 para um total de 19 voltas no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. O segundo lugar ficou com o pole Fabio Viscardi, com 26min00seg720, seguido por Luiz Otavio Costa (Tato), com 26min00seg892, um dos destaques da prova. A segunda bateria correspondente à sétima etapa será neste domingo com largada às 9h48 com transmissão da RaceTV e pelo canal Speed Channel.

A primeira bateria do Mini Challenge na Capital Federal, realizada na manhã deste sábado, começou com algumas rodadas e toques entre os pilotos. Ainda no início da disputa, na abertura da terceira volta, o Safety Car precisou entrar na pista por conta de uma batida de Bruno Henriques que escapou e foi parar na barreira de proteção, antes disso Eduardo Furlanetto também escapou e bateu nos pneus.

Depois da saída do carro de segurança, na sétima volta, Patrick começou a pressionar Viscardi na busca pelo primeiro posto, mas o piloto do carro numeral 6 estava defendendo bem a posição, até que 14ª volta o baiano conseguiu a ultrapassagem, assumindo a ponta, posição que sustentou até o final. Tato foi um dos destaques da primeira bateria. Depois de largar em nono, o piloto usou sua experiência e logo na largada conquistou duas posições e buscou a cada volta o melhor resultado, cruzando em terceiro.

Patrick não teve uma corrida muito fácil, além de ter que se preocupar com os adversários, o seu carro teve um problema no sistema de direção. “Foi uma corrida de aventura e estratégia, até parecia xadrez. Tive que fazer uma prova que misturava a paciência da Bahia com esforço para arriscar. Fiquei sem direção hidráulica durante três ou quarto voltas”, comentou o baiano que só conseguiu a ponta da corrida faltando quatro voltas para o final.

Fabio Viscardi lamentou ter perdido a primeira posição no fim da prova. “Tive um começo tranquilo e nas primeiras voltas consegui abrir uma boa vantagem para os outros pilotos, mas com a entrada do carro de segurança essa diferença acabou. Mesmo assim consegui fazer uma boa relargada e mantive a minha posição, até que o carro ficou muito traseiro e na entrada da curva 3 errei e o Patrick me passou”, afirmou o paulista que briga pela ponta da tabela

Resultado da primeira bateria do Mini Challenge:
1 21 Patrick Gonçalves, 26:00.244
2 6 Fábio Viscardi, 26:00.720
3 88 Luiz Otavio Costa, 26:00.892
4 1 Rolf Gemperli, 26:01.667
5 8 Rogerio Nassralla, 26:03.262
6 27 Alexandre Conill, 26:03.333
7 7 João Marcelo, 26:06.330
8 55 Rodrigo Hanashiro,00:26:07.355
9 95 Pedro Ernesto Barreto, 26:09.238
10 12 Helio Saraiva, 26:09.339
11 10 José Mario de Castilho, 26:11.355
12 3 Franco Giaffone, 26:12.833
13 22 Gustavo Trindade, 26:15.903
14 15 Pierre Ventura, 26:16.575
15 77 Adriano Amaral, 26:17.419
16 13 José Ricardo Viana, 26:23.020
17 63 Benedito de Carvalho Lago, 26:23.939
18 11 Eduardo Furlanetto, 21:28.463 4 Lp. 4 Lp.
19 33 Bruno Henriques, 2 00:04:57.045 17 Lp. 13 Lp

Mais informações no site www.stockcar.com.br
Fonte: MBraga/Vicar – Foto: Duda Bairros/Divulgação.