Xandinho tem dificuldade de acerto e larga na parte de trás do grid

20 de novembro de 2010

A prova deste domingo pelo traçado de 2.919 metros do autódromo Nelson Piquet, em Brasília, começará às 11 horas deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Globo. A matemática indica que o piloto Ricardo Maurício poderá até sair campeão depois das 46 voltas, mas depende de uma combinação de resultados improvável. Além disso, seus mais diretos perseguidores estarão por perto numa corrida em que até o instável clima do Distrito Federal poderá exercer influência no resultado final. Max Wilson, companheiro de equipe e 2º colocado no campeonato, partirá em 7º, enquanto Allam Khodair (Full Time), terceiro na classificação geral, sairá em 3º, ao lado de Cacá Bueno (Red Bull), o 4º no campeonato.

Maurício comentou a pole com serenidade. “Claro que o que mais quero é a vitória, mas o classificatório é apenas uma parte e muita coisa ainda poderá acontecer”, lembrou. Perguntado a respeito da possibilidade de chuva, admitiu que ela seria um fator de complicação adicional. “Ninguém andou aqui nessas condições, então ninguém tem o acerto para o molhado”, acrescentou.

Além da segunda posição de Rodrigo Sperafico, piloto que não figura na lista dos 10 que brigam pelo título nas superfinais, chamou a atenção o resultado dos carros da organização comandada por Andreas Mattheis, que vem se alternando com a RC como maior força da Stock Car desde 2004. Com muito esforço, depois de passar raspando para o Q2 na 16ª e última posição, Cacá se superou e se colocou em 4º no grid. O parceiro Daniel Serra ficou em 8º. Na equipe-irmã, no entanto, o clima era de incredulidade com o 20º de Popó Bueno (São Luiz) e o 32º de Xandinho Negrão (Medley). “O carro saiu de traseira o tempo todo. Cometi um erro na curva 1 na minha volta rápida, mas perdi no máximo dois décimos naquele ponto”, explicou Xandinho, que piorou cinco décimos em relação aos ensaios livres da manhã. Xandinho acredita que uma explicação para o desfecho decepcionante pode estar associada à corrida realizada pouco antes do Q1. “Acho que nossos carros não estão se acertando com a borracha deixada na pista pelos Mini Cooper.”

Foto: Miguel Costa/MF2