Stock Car: pneus minam atuação do Corinthians em Brasília

21 de novembro de 2010

Uma corrida bastante disputada, com temperaturas altíssimas (cerca de 60ºC dentro do cockpit), proporcionou um grande espetáculo da Copa Caixa Stock Car em Brasília, palco da última etapa da temporada 2010. Muitas brigas, no entanto, geraram alguns toques, e um deles arruinou a corrida de Ricardo Zonta.

O representante do Corinthians largou no meio do pelotão e, em uma das curvas, levou um toque por trás, e esta pequena colisão provocou um furo no pneu traseiro esquerdo, e isto obrigou o paranaense a realizar uma parada não programada nos boxes, prejudicando toda sua corrida.

“Levei um toque na traseira, que, no calor da disputa, acabei nem percebendo. Mas fui notar isso depois, uma vez que o extrator traseiro soltou e furou meu pneu. Apesar do trabalho perfeito e rápido de minha equipe, não tive como me recuperar, já que a prova aqui em Brasília é com o pé cravado no acelerador e qualquer segundo perdido se torna vital”, relatou o ex-piloto das equipes McLaren, BAR, Jordan, Toyota e Renault na F-1.

O forte calor e a alta degradação dos pneus, por conta do asfalto abrasivo, também minaram a atuação de Antonio Jorge Neto. “Como, no início da corrida, tivemos duas entradas do safety car, optamos por entrar assim que o box abrisse. Isso fez com que a segunda metade da corrida ficasse muito longa e o pneu passou a ter um desgaste muito grande. A perda de rendimento, desta forma, se tornou inevitável”, completou.

A vitória ficou nas mãos de Cacá Bueno, após um problema no carro do então líder Ricardo Maurício. A decisão acontece daqui 15 dias, no circuito misto de Curitiba.

Fonte: Ms2 – Foto:Vanderley Soares