Copa Troller Nordeste: etapa final com 115 km navegáveis

2 de dezembro de 2010

Como aconteceu na final da Copa Sudeste, em Serra Negra (SP), a decisão da Copa Troller Nordeste também será mais longa e repleta de atrações. A disputa, marcada para o dia 4, em Fortaleza (CE), terá nada menos do que 170 quilômetros de percurso, sendo 115 deles navegáveis, percorrendo estradas de loteamentos e canaviais das regiões de Porto das Dunas, Eusébio, Aquiraz e Iguape. A largada será às 9h, no Porto D’Aldeia Resort, local também da chegada, por volta das 14h30, e da cerimônia de premiação e encerramento à noite. As inscrições online seguem abertas até as 20h de quinta-feira, dia 2, pelo site www.troller.com.br.

Confirmando as previsões, a disputa final na capital cearense será bem longa. “Deveremos ter cerca de 5 horas de uma prova muito técnica e completa. Ela exigirá tanto do navegador, em razão dos inúmeros balaios, como do piloto, que terá médias bem justas. Usaremos a área de cinco loteamentos e um canavial, ambos com pouco ou nenhum trânsito, o que garantirá a segurança ao longo dos 170 quilômetros”, explica Deco Muniz, diretor de prova da Copa Troller 2010.

Deco destaca ainda o crescimento do evento em relação ao ano passado. “Teremos um deslocamento menor e cerca de 40 quilômetros a mais de trecho navegável, passando praticamente pelas mesmas regiões. Isso mostra o quanto o entrosamento entre piloto e navegador será ainda mais importante para quem quer conseguir um bom desempenho e brigar pelo título. O segredo, sem dúvida, vai ser quem errar menos”, completa.

Um cenário perfeito para uma decisão muito equilibrada. Aliás, essa tem sido a característica da competição, considerada um dos melhores ralis de regularidade do calendário nacional nos últimos anos e, por isso, sempre empolgante e técnico. Na categoria Master, onde estão as  feras da competição dos últimos anos, a primeira colocação é da dupla potiguar Jefferson Barbalho/Flávio de França, que vem de vitória na etapa anterior, em Porto de Galinhas e soma agora 39 pontos. Logo depois vem outra dupla do Rio Grande do Norte, Terêncio Felix/ Bruno Santos, com 37, enquanto Augusto Roma/Eduardo Albuquerque, de Fortaleza, vem em terceiro, com 36, mostrando bem como chegam estas duplas na etapa final.

Antonio Cesarone e João Carlos da Conceição estão em melhor situação na categoria Graduados. Os baianos lideram com 41 pontos, fruto de dois segundos lugares e um terceiro o que demonstra a regularidade da dupla. Em segundo lugar aparecem João Carlos Rodrigues e Matheus Rocha, de Recife, com 36 pontos, e em terceiro Marco Milagre e José Eriberto Rocha Junior, de Natal, com 35.

A categoria Turismo terá pilotos e navegadores locais brigando forte pelo título. Rômulo Silva e Vinícius Silva estão na ponta da classificação, com 45 e 41 pontos, respectivamente. Em segundo lugar aparecem Francisco Feitosa Neto e Thiago Paiva, com 38 e 40. Na terceira colocação estão o piloto Agripino de Araújo, com 32, e o navegador Rosemildo de Oliveira, 34, ambos de João Pessoa, na Paraíba.

Dividida em quatro categorias, Master, Graduados, Turismo e Expedition, a Copa Troller reúne alguns dos principais pilotos e navegadores de todos os níveis, dos novatos aos experientes, que disputam o evento homologado pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Copa Troller, criada em 2003, já se consolidou no calendário nacional, atraindo pilotos e navegadores de todos os estados, que tem a possibilidade de utilizar o Troller T4 em seu ambiente natural, as trilhas.

Foto: Doni Castilho