Losacco diz que Khodair pode ser o Vettel da Stock Car

2 de dezembro de 2010

Terceiro lugar no campeonato, 15 pontos atrás do líder às vésperas da batalha final e sem nunca ter comandado a classificação ao longo da temporada. A complicada situação enfrentada pelo alemão Sebastian Vettel antes da decisão da Fórmula 1 em Abu Dhabi é exatamente a mesma que Allam Khodair enfrentará neste domingo na definição do título da Stock Car em Curitiba. “Nada é impossível no automobilismo”, ensina Giuliano Losacco (Flash Power), bicampeão em 2004 e 2005. “Por mais difíceis que pareçam as chances do Khodair, ele não pode ser descartado em hipótese alguma”, alerta.

Mais do que qualquer outro piloto da Stock Car, Losacco tem autoridade para falar de causas consideradas impossíveis. Em 2005, descontou uma desvantagem de 47 pontos nas últimas três etapas para ganhar o campeonato pela segunda vez seguida pela diferença mínima sobre Cacá Bueno, que esteve à frente da classificação durante todo o calendário. Também a exemplo do alemão da Red Bull, Losacco jamais liderou a classificação naquele ano. “Corrida é um negócio muito complicado. É só recordar o que aconteceu com o Ricardo Maurício há duas semanas em Brasília. Saiu na pole, assumiu a ponta, fez a volta mais rápida e abandonou por causa de um pneu furado. A vitória o deixaria com o título nas mãos. Agora, tudo mudou da água para o vinho, já que ele caiu para o quarto lugar.”

Losacco reconhece que a missão de Khodair é espinhosa, mas a reconhecida qualidade da equipe dirigida por Maurício Ferreira garante uma base de tranqüilidade. “Ele corre por um time muito bom, e isso sempre ajuda muito. Mas não será apenas um, mas um conjunto de fatores que vai determinar a sorte do campeonato. A equipe não poderá falhar em nenhum momento, principalmente na parada para reabastecimento, o piloto não poderá errar, além de procurar largar na melhor posição possível e não se envolver em acidentes. Sem contar a questão do tempo, se vai chover ou não”, analisa.

Ainda sem saber que caminho tomar na Stock Car em 2011, Losacco diz apenas que está animado com a perspectiva de se manter em um esquema competitivo. “Estamos conversando com algumas equipes, mas ainda não temos nada certo”, diz. A prova do final de semana no circuito misto da capital paranaense é a derradeira oportunidade de subir do 19º lugar que ocupa na classificação geral. Depois de acertar com a Mico’s Racing somente dias antes da abertura do calendário, Losacco pagou o preço da falta dos treinos da pré-temporada e dos problemas mecânicos que comprometeram seu desempenho ao longo do ano. Até agora, seu melhor resultado foi o 5º lugar em Londrina, na primeira corrida válida pelas superfinais.

Fotos:  Carsten Host.