Sétimo na despedida do caminhão, Muffato diz que ‘ano não foi ruim’

6 de dezembro de 2010

Pedro Muffato fez uma avaliação positiva de sua participação na décima e última etapa do Campeonato Sul-Americano e Brasileiro de Fórmula Truck. Com a sétima colocação na corrida deste domingo (5) no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília, o piloto paranaense da Muffatão Racing alcançou 61 pontos e empatou com seu conterrâneo Leandro Totti em oitavo lugar na classificação final da temporada de 2010.

A corrida em Brasília marcou a despedida do caminhão com que Muffato vinha competindo desde 2004. Largando em 18º, fez uma corrida conservadora e marcou pontos pela oitava vez nas 10 corridas que compuseram o calendário. “O meu caminhão, para a corrida, estava bom, diferente dos treinos. As modificações que fizemos na suspensão e a troca do diferencial surtiram efeito”, resumiu, após a corrida na quente capital federal.

Muffato frisa sua atuação conservadora ao longo das 26 voltas válidas pelo traçado de 2.919 do anel externo do autódromo brasiliense. “Fiz uma corrida mais contida, sem arriscar muito. Sabia que se chegasse ao final chegaria bem, o calor castigou muita gente aqui. E, em geral, o ano até que não foi ruim, apesar de alguns percalços, dos problemas de quebras. Consegui terminar o ano entre os 10 primeiros, o que era a meta”, falou.

Os 61 pontos computados no campeonato deixam Muffato em oitavo, ao lado de Totti. Na adoção eventual do critério de desempate, o piloto da Muffatão Racing seria nono colocado. Ele aguarda, ainda, que se oficialize a correção do resultado da quarta etapa, em Campo Grande – lá, subiu ao pódio em quinto, mas acabou declarado sexto colocado. “Falta oficializarem aquele meu quinto lugar, aí recupero dois pontos”, ele ressaltou.

Nas 10 corridas do campeonato de 2010, Muffato contou com o apoio de Stara, Agromen, Café Pilão, Scania, ZF, BorgWarner, Coopavel e FAG. Para 2011 ele já confirmou a estreia de um novo caminhão.

Foto: Orlei Silva.