Helio Castroneves é liberado para participar do Desafio das Estrelas

18 de dezembro de 2010

Helio Castroneves vai finalmente participar do Desafio Internacional das Estrelas, a mais competitiva prova de kart do automobilismo brasileiro. O tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis conseguiu a liberação do patrão Roger Penske e pôde aceitar o convite do amigo Felipe Massa, o idealizador da competição que reúne vários dos principais nomes do automobilismo nacional e mundial. “Nas outras edições sempre havia algum compromisso de trabalho, e também o Roger não gosta que os pilotos dele andem em outras categorias. Mas 2010 foi um ano atípico, eu já tinha corrido de V8 Supercars na Austrália e deu certo vim correr aqui”, confirmou o piloto de 35 anos.

Sobre as disputas deste final de semana na Arena Sapiens, o palco da competição em Florianópolis, Castroneves já arrumou uma desculpa. “Poxa, a corrida vai ser à noite, né, e eu só trouxe viseira escura. Vou ter de arrumar alguma emprestada ou de repente eu coloco uns óculos mesmo”, brincou Helinho, que ainda lamentou a ausência dos companheiros Will Power e Ryan Briscoe. “O Will não pôde vir porque está casando, infelizmente. Quer dizer, infelizmente porque ele não pode estar aqui com a gente, não porque ele vai casar”, justificou-se, provocando risos na coletiva de imprensa desta sexta-feira no kartódromo. “E o Ryan está no Havaí para acompanhar a cerimônia”, completou.

Nem mesmo a possibilidade de chuva no fim de semana deixa o piloto da Penske preocupado. Para ele, a pista molhada pode até ser uma vantagem para quem é “velho” como ele. “Dessa vez eu consegui vir e estou muito contente porque poderei rever os amigos, dar boas risadas e encarar a molecada do kart… Agora, se chover pode ser melhor porque o kart mudou muito desde o tempo que eu andava para valer e, nesse caso, acho que será vantagem para os mais experientes como eu. Quero me divertir seja na chuva ou no seco.”

Hélio Castroneves também aproveitou para elogiar o trabalho da família de Felipe Massa no automobilismo brasileiro. Idealizador da Fórmula Future Fiat, a categoria-escola que até o ano passado não havia no Brasil, Felipe Massa ouviu as palavras do amigo. “Queria dar meus parabéns, porque qualquer ajuda para estruturar o automobilismo por aqui é muito legal, muito boa para ao futuro. Claro que tem ainda há muito para se fazer, mas isso já ajuda a manter a nossa tradição que começou lá atrás”, explicou Helinho. “É legal saber que antes de tentar a sorte nos Estados Unidos ou na Europa eles têm essa chance de andar aqui no Brasil.”

Fonte: www.desafiodasestrelas.com.br