Di Grassi começa bem o Desafio das Estrelas em Florianópolis

19 de dezembro de 2010

Com a participação de 27 pilotos, vindos das mais importantes categorias do automobilismo mundial como Fórmula 1, Fórmula Indy, GP2, FIA GT, Stock Car e Fórmula Truck, entre outras, teve início nesta sexta-feira (17/12), no Kartódromo Internacional de Florianópolis (SC), a disputa da sexta edição do Desafio das Estrelas, torneio de kart que encerra a temporada do esporte a motor no Brasil.

Participando da prova pela quinta vez, consecutivamente, Lucas Di Grassi contará novamente com o patrocínio da Bombril, depois de a empresa líder no mercado de esponja de aço e uma das maiores empresas de soluções de limpeza doméstica do Brasil ter estampado sua logomarca nos carros da equipe Virgin Racing no GP do Brasil de F1, equipe pela qual o piloto disputou a temporada deste ano da categoria. A ação de patrocínio inclui também a exposição da logomarca da Bombril no macacão e no capacete de Lucas, além dos uniformes das pit girls e recepcionistas da equipe.

Na primeira rodada de treinos livres, realizada na noite desta sexta-feira, Di Grassi mostrou mais uma vez o porquê de ser considerado um dos melhores acertadores de equipamento da F1 atual e fechou a primeira sessão – que teve dez minutos de duração e início às 20h30 – no segundo lugar. No treino principal, com 40 minutos de duração, Di Grassi novamente se manteve nas primeiras colocações, chegando a ser o mais rápido da pista durante parte da sessão, e encerrou a noite na sexta posição.

“Acho que comecei bem. Estive sempre entre os seis primeiros colocados e as perspectivas são muito boas para a corrida”, afirmou o piloto da Bombril. “Para amanhã, não vamos ter que mexer muito no acerto do kart, a não ser na calibragem dos pneus, já que o treino e a classificação serão à tarde e a temperatura estará mais alta do que agora”, analisou o piloto.

Um detalhe interessante explica, em parte, a ótima relação de Di Grassi com a pista catarinense: foi ele quem desenhou o traçado utilizado desde o ano passado, o que lhe rendeu elogios até mesmo do arquiteto alemão Hermann Tilke, responsável pelo layout de vários circuitos do atual calendário da Fórmula 1 – como Malásia, Turquia e Abu Dhabi, entre outros.

O Desafio das Estrelas é idealizado e organizado pelo piloto Felipe Massa e reúne este ano nomes como Rubens Barrichello, Jaime Alguersuari, Tony Kanaan, Luciano Burti, Antônio Pizzonia, Bruno Senna e Enrique Bernoldi, entre outras feras das pistas. O evento tem como objetivo unir o esporte a uma ação social cuja renda arrecada com a venda dos ingressos será revertida para as instituições de caridade prédeterminadas pela organização.

Realizado desde 2005, o Desafio das Estrelas é disputado em duas baterias. A classificação final é definida pela soma dos pontos de cada piloto nas duas etapas. Em 2009, o campeão do Desafio das Estrelas foi o heptacampeão de F1 Michael Schumacher. Di Grassi foi o sétimo colocado na pontuação geral, com um quarto lugar na primeira bateria e um abandono por problemas mecânicos, na segunda.

A programação do Desafio das Estrelas 2010 segue amanhã, a partir das 16h10, com a segunda sessão livre. Os treinos classificatórios são divididos em duas fases: duas tomadas de tempo, uma para os classificados em posições ímpares nos treinos livres e outra para as pares; em seguida, é disputado o Top Qualifying, com os cinco melhores colocados entre ambas as sessões, que define o pole position e os outros quatro primeiros colocados do grid para a primeira bateria. A largada para a primeira bateria da competição acontece às 21h30.

No domingo, a bateria final – cujo grid segue as posições de chegada da primeira etapa, invertendo-se os oito primeiros colocados -, acontece a partir das 11h00, com transmissão ao vivo pela Rede Globo, dentro do Esporte Espetacular.

Confira os dez mais rápidos do primeiro treino livre:

1. Antonio Pizzonia (SP) – 56s814, média de 76,481 km/h

2. Thiago Camilo (SP) – a 0s139

3. João Paulo Oliveira (SP) – a 0s144

4. Vítor Meira (DF) – a 0s192

5. Felipe Massa (SP) – a 0s222

6. Lucas Di Grassi (SP) – a 0s235

7. Christian Fittipaldi (SP) – a 0s240

8. Leonardo Nienkötter (SC) – a 0s312

9. Marcos Gomes (SP) – a 0s344

10. Felipe Giaffone (SP) – a 0s482

Fonte: ReUnion Press – Fotos: Ever Rupel