Dakar Amarok Logbuch 4

28 de dezembro de 2010

Por: Carlos Lua Cintra Mauro.

É hora da terceira geração Touareg no Dakar.

O Race Touareg 1 estreou em 2005 no Dakar e foi 3º colocado. O Race Touareg 2, depois de liderar em 2006 e 2007, terminou em 2º e 4º. Em 2009 ficou com os dois primeiros lugares e em 2010 ocupou o pódio inteiro: 1º, 2º e 3º. Para o Dakar 2011, apresentamos o Race Touareg 3.

Uma revolução por fora
Com uma evolução por dentro, assim poderíamos definir o RT3 que vem para procurar manter a hegemonia entre os carros, para manter a sua história de carro equipado com motor diesel (o VW TDI) de maior sucesso na história da mais difícil das competições a motor que existe. A metamorfose do RT3 seguiu um objetivo claro de desenvolvimento: ser tão radical quanto necessário e, ao mesmo tempo, tão conservador quanto possível. O resultado está espalhado por todo o carro. Uma aerodinâmica totalmente retrabalhada com um conceito de aperfeiçoamento na parte de refrigeração, isso sem falar no trabalho em detalhes dos componentes da suspensão e da transmissão, que partiram da base de sucesso do RT2.

Mais aerodinâmica e mais motor
Os novos contornos aerodinâmicos asseguram que o ar é mais eficientemente dirigido pela levíssima carroceria de carbono, que pesa apenas 50 kg. Um radiador de água maior também faz parte do plano de aumentar a refrigeração, o que resulta em um imediato ganho em potência exatamente onde ela é mais necessária em um rally off-road: nos trechos mais lentos no deserto de areia fofa. O eficiente e confiável motor TDi 2.5 também foi melhorado em detalhes para produzir agora 310 HP (228 kW), graças a um sistema de intercooler mais eficiente. Por fim, o câmbio foi trabalhado para melhorar a dirigibilidade do Race Touareg 3 em diferentes tipos de terreno.

Tudo em nome do desempenho
Passagens dramáticas pelos desertos, altitudes estonteantes, altas velocidades em estradas de pedra e uma forte concorrência. São esses os obstáculos extremos para as quatro duplas a bordo dos quarto Race Touareg 3, dois vencedores do Dakar (Gineil de Villiers/Dirk von Zitzewitz em 2009 e Carlos Sainz/Lucas Cruz em 2010) e dois segundos colocados (Mark Martin/Ralph Pitchford em 2009 e Nasser All-Attiyah/Timo Gottschalk em 2010), que depois de andar no carro não pouparam elogios e sorrisos de satisfação.

Conheça o Race Toureg 3: http://www.youtube.com/watch?v=3ouiI4jPefE

Amparados por 45 Amarok
A Volkswagen Amarok foi eleita a “Melhor Pick-Up” do ano pelo Prêmio “O Melhor de Auto Press 2011” e se tornou referência no segmento por estabelecer novos parâmetros de tecnologia e segurança. Os vencedores foram definidos por mais de 60 editores de automóveis de jornais e portais de todo o Brasil. É o terceiro prêmio conquistado pela Amarok em 2010. Em novembro, o modelo foi eleito “Picape do Ano 2011” na premiação promovida pela revista Auto Esporte, da Editora Globo. O prêmio é considerado o mais tradicional e disputado da indústria automobilística brasileira. Além da preferência do júri, a Amarok também foi a escolhida pelo público no site da revista Auto Esporte, com 62% dos votos. E ainda levou a Prêmio AutoData na categoria “Veículo Comercial Leve”.

Usando o mesmo motor que o Race Touareg 3 de tecnologia TDI só que na configuração 2.0 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com 163 cv, perto de 1000 km de autonomia com um tanque de combustível, a Amarok só precisou dos adesivos e dos componentes de segurança  para ser o Carro Oficial da Organização no Dakar 2011.

Fonte: Textobras – Zarhi El Malek.  Fotos: Divulgação.