Dakar Amarok Logbuch 17

10 de janeiro de 2011

Domingo de Nasser Al- Attiyah em Antofagasta

Por: Carlos Lua, direto de Antofagasta, Chile.

Os organizadores do Dakar 2011, depois do dia de descanso em Arica, deram a todos um presente extra. A 7ª etapa foi encurtada (cancelaram a 2ª parte por ser considerada muito demolidora, e olha que a primeira parte não ficou pra trás com passagens estreitíssimas), o que significa que recebemos os resultados ainda antes do almoço desse domingão ensolarado em Antofagasta, de frente para o Pacífico, em um cenário de roteiro de filme. Mais uma vitória VW, mais uma vez Race Touareg 3 (a 6ª em sete etapas!) e pela segunda vez neste ano a dupla do 302 Nasser Al-Attiyah/Timo Gottschalk. Com uma vantagem de 1min20seg sobre a dupla 2ª colocada, Carlos Sainz/Lucas Cruz do Race Touareg 3, a dupla Qatar/Alemanha fica a apenas 1min22seg da liderança da dupla Espanha/Espanha.

Volkswagen 1, 2 e 3 hoje e 1, 2, 4 na geral.
Com esse resultado, a 3ª colocação de mais uma Race Touareg 3 (308 DeVilliers/Ziztewitz) e mais a atuação em tom menor de Peterhansel (apenas 4º hoje a 7m 40s do vencedor), vai se desenhando mais uma vez como um assunto caseiro a disputa do Dakar 2011. De Villiers, agora a apenas 11 minutos de Peterhansel, ainda enxerga o terceiro e último lugar do pódio. Já por sua vez o 4ª Race Touareg 3, aquele de Mark Miller, perdeu tempo e foi apenas o 12º a 39min11seg de Nasser “Yalla-Yalla” (rápido, rápido em árabe) Al-Attiyah, que é seguido de perto pela TV Al-Jazeera. Tanto quanto Carlos “El Matador” é seguido pelas TVs espanholas.

Éramos 407
Na saída de Buenos Aires eram 170 motos, 30 Quadriciclos, 140 carros e 67 caminhões. Na chegada a Arica já haviam abandonado 45 motos, 13 Quadriciclos, 48 Carros e 21 Caminhões. No total, 127 abandonos e 280 veículos ainda competindo. Em Antofagasta serão ainda menos, resta esperar até o final do domingo para ver quem chega ou não em tempo para a macarronada. Um com certeza que não vem é o Mini de Chicherit que ontem à noite, testando o carro em Arica, capotou três vezes seu Mini. É o que se costuma esperar de Chicherit, um antigo campeão mundial de Sky (na neve) estilo livre.

Os brasileiros que sobram
Entre as motos, vitória finalmente para o chileno Chaleco Lopez (deu sorte o Presidente Piñera que ontem montou na moto de Lopez), festa tanto no campo chileno quanto no italiano, que fornece a sua Aprilia. Jean Azevedo do Brasil ficou em 13º neste domingo e vai dormir como o 12º colocado na geral. Já Guiga Spinelli (Mitsubishi) fez mais uma vez bonito, terminou em 8º hoje, subiu para 7º na geral e continua líder da categoria gasolina. Marlon Koerich impressionou de novo ficando em 15º e pulando para 13º na geral.

Amarok de domingão
665 quilômetros em sete horas e apenas um tanque de combustível, subindo e descendo da costa do Pacífico até o altiplano chileno (1300 metros) diversas vezes, foi o resultado da Amarok de Arica até Antofagasta. Uma bela preparação para mais 700 quilômetros amanhã, quando de Antofagasta seguimos para Copiapó, a cidade dos mineiros exemplos de solidaridade e tenacidade que aprendemos a reconhecer.

Fonte: Textobras – Zarhi El Malek.  Fotos: Divulgação.

A coluna é redigida por Carlos Cintra Mauro, o Lua. Um dos mais respeitados jornalistas da área automotiva e eutomobilística,  iniciou  sua carreira na mídia pela publicidade. Engenheiro mecânico e apaixonado por automóveis, teve passagem pelo rádio (Jovem Pan), pela  Sport Tv onde editou o programa Linha de Chegada e hoje integra a equipe da Race TV (www.racetv.com.br).