Bruno Bonifácio e João Jardim estréiam na F-3 em Interlagos

17 de janeiro de 2011

A menos de quatro dias para o início da segunda edição do Fórmula 3 Brazil Open, pilotos e equipes começam a viver mais intensamente as expectativas para o torneio. Especialmente os pilotos que farão em Interlagos, no próximo final de semana, sua estréia a bordo dos carros da categoria. É o caso, por exemplo, dos paulistas Bruno Bonifácio (foto) e João Jardim, que já confirmaram participação no campeonato.

Da jovem dupla, João Jardim é o mais experiente. Aos 18 anos de idade, o piloto natural de Sorocaba, no interior de São Paulo, disputou a temporada 2010 da Fórmula Future Fiat. E, depois de ter sido destaque na competição, vai correr pela primeira vez com um carro de Fórmula 3.

“Já fiz um teste com o carro, para conhecer o equipamento antes de ir para Interlagos. È um carro muito diferente do Fórmula Fiat. Bem mais rápido, com mais downforce e, o que me chamou mais atenção: ele exige muito do preparo físico, tem o volante bem mais pesado”, contou Jardim. “Mas é um carro fantástico. Um dos mais legais que eu já pilotei, sem dúvida”, completou ele, que vai correr na classe A da categoria.

A primeira impressão do carro não foi muito diferente para Bruno Bonifácio, piloto da capital paulista que vai disputar sua primeira corrida fora do kart depois de alguns treinos com o F-3.

“A diferença do kart para o Fórmula 3 é bem grande. No carro você passa a lidar com auxílio aerodinâmico, os freios são bem mais potentes e tudo isso exige adaptação no estilo de pilotar. Sem contar a ajuda da telemetria, que é fundamental para o piloto conseguir melhorar o acerto do carro e a própria pilotagem”, comentou o piloto de 16 anos de idade, que correrá na classe B da categoria.

O palco da estreia dos dois pilotos será o autódromo de Interlagos, em São Paulo, que recebe o F-3 Brazil Open no próximo final de semana (de 20 a 23 de janeiro). E ambos destacaram a importância do torneio de verão nessa fase de aprendizado na carreira.

“O Open tem dois pontos bastante positivos: primeiro é a participação dos pilotos que vêm de fora, como os que disputam a Fórmula 3 da Inglaterra, por exemplo. Segundo que, por ser uma corrida fora do campeonato, você pode se preocupar em aprender o máximo sem estar perdendo pontos de toda a temporada”, aponta Bonifácio, que correrá com um carro da equipe Cesário Fórmula Jr.

“São quatro corridas no mesmo final de semana, fora os treinos e tomadas de tempo. Então é uma oportunidade de completar uma boa quilometragem em apenas quatro dias. Também é importante a participação de pilotos que já correm de Fórmula 3 para nós, que estamos começando, termos referência de comparação”, destaca João Jardim, piloto da equipe Kemba Racing no F-3 Brazil Open.