GP da Solidariedade cumpre sua missão

18 de janeiro de 2011

Sol, calor, 19 dos maiores nomes do automobilismo brasileiro e uma grande movimentação em prol das entidades assistenciais do Vale do Ribeira (SP) marcaram a primeira edição do GP da Solidariedade, evento de kart que inaugurou o Kartódromo de Registro, a 200 quilômetros da capital paulista, e abriu a temporada do automobilismo nacional no último domingo (16).

Foram cerca de 3,5 mil pessoas (3 mil nas arquibancadas e 500 nos camarotes) que pagaram ingresso para ver a corrida os shows de acrobacias em carros e motos e o evento principal, a corrida de kart idealizada pelos pilotos Diogo Zucarelli, Patrick Rocha e Lucas Di Grassi. A renda com a venda de ingressos será repassada a quatro entidades da cidade de Registro: à APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), à CRIFF (Casa da Criança Futuro Feliz, que abriga crianças abandonadas, órfãs ou vítimas de maus tratos), ao Lar dos Velhinhos e ao Amor ao Menor Esperança (AME).

“É apenas o começo do ano. E acho que pela primeira vez na minha carreira, corri sem pensar no resultado. O mais legal de tudo isso foi ter participado da organização, de trabalhar com o intuito de arrecadar dinheiro para estas entidades que fazem um trabalho fantástico. E o melhor de tudo isso, fazendo o que a gente mais gosta, que é vestindo macacão e capacete sentado em um kart”, afirmou Lucas, quinto colocado na corrida principal do domingo (16), e que elogiou o mais novo kartódromo do país. “Excelentes pista e estrutura. Ano que vem tem mais”, disse o piloto, que pretende fazer deste um evento itinerante, levando ajuda a mais localidades.

Ricardo Maurício, campeão de 2008 da Stock Car, largou da pole position, mas terminou a primeira bateria na segunda posição. A vitória ficou com o também piloto da Stock (e campeão da Stock Light de 2007), Betinho Gresse, com Diogo Zucarelli em terceiro, Xandinho Negrão em quarto e Luis Felipe Gama em quinto. Na segunda bateria, a que definiu o título do GP da Solidariedade, Ruben Carrapatoso (campeão mundial de kart em 1998) foi o vencedor, com Danilo Dirani (F-Truck) em segundo, Daniel Serra (Stock Car) em terceiro, Tuka Rocha (Stock Car) em quarto, Lucas Di Grassi (Fórmula 1) em quinto.

No entanto, a combinação de resultados e o décimo lugar obtido por Gresse na prova decisiva terminaram por garantir ao paulistano o título do primeiro evento do automobilismo brasileiro em 2011. Carrapatoso foi o vice-campeão, com Ricardo Maurício, Dirani e Zucarelli fechando os cinco primeiros na pontuação final.

“Por ser a primeira vez em que foi organizado, na inauguração de um kartódromo, eu acho que superou e muito as expectativas. Estava tudo muito bem feito. Acho que o GP da Solidariedade tem tudo para se firmar como o evento que abre as atividades do automobilismo no Brasil. Além disso, é uma grande oportunidade de fazermos o bem, de ajudar ao próximo. É uma excelente maneira de se começar o ano”, afirmou Gresse.

Fotos: Wagner Assanuma/Divulgação.

Tags: