Navegadores enfrentam dificuldades no primeiro dia doTransparaná

24 de janeiro de 2011

Os competidores que disputam o Transparaná 2011 chegaram a Cascavel, no oeste do Paraná, na tarde desta segunda-feira (24). Após deixarem Guaira, passaram por Terra Roxa, Palotina e Toledo, antes de completarem as duas primeiras etapas da competição, percorrendo 258 quilômetros em mais de 8 horas de prova. O Jeep Clube de Curitiba divulga os resultados do primeiro dia do Riad nesta noite, durante a festa de premiação que será realizada no Posto Tonin, no centro da cidade. Na manhã desta terça-feira (25), os competidores deixam Cascavel com destino a Campo Mourão.

O primeiro dia de prova foi marcado pelas dificuldades enfrentadas pelos navegadores, apesar de o trajeto ter agradado os competidores, que encararam travessia de um rio e de um riacho em Guaira, chafariz em Palotina, atoleiros em Terra Roxa, reflorestamentos em Toledo, trechos em plantações de soja com curvas escorregadias em Cascavel e diversas trilhas em mata fechada com muitos laços em todo o percurso. “Isso que é uma prova pegada. As referências curtas exigiram muita atenção o tempo todo, testando a habilidade técnica dos navegadores”, contou o curitibano Ronaldo dos Santos que navega o carro 47, da categoria Graduados, pilotado pelo irmão Carlos dos Santos.

No segundo dia de Transparaná, as duplas das quatro categorias de competição: Master, Graduados, Jeep e Junior, e mais a categoria de passeio chamada Turismo, percorrerão 310 quilômetros em aproximadamente 8h40min, de Cascavel a Campo Mourão, passando pelas cidades de Braganey, Ubiratã, onde acontece o pit stop para o almoço, e Mambore.

Foto: Mary Derosso/Divulgação.

Tags: