Marcelo Coimbra vence na abertura do Estadual de Automobilismo do Rio de Janeiro

20 de fevereiro de 2011

Marcelo Coimbra foi o principal nome da abertura do Estadual de Automobilismo do Rio de Janeiro, composto pelas categorias Marcas e Super Light. Ele venceu as duas provas da rodada dupla disputada no autódromo de Jacarepaguá e começou a temporada 2011 como terminou a passada, no degrau mais alto do pódio. “Em 2010 participei apenas de três etapas, mas a vitória no fim do ano me deu ânimo para participar integralmente deste campeonato. Os resultados demonstraram que estamos no caminho certo”, analisou o vencedor da categoria Marcas.  A Super Light foi vencida pela dupla Nilton Gomes/Guilherme de Paula. A programação contou também com disputas de Arrancada (veja resultados abaixo).

O grid com 35 carros foi um dos pontos altos da abertura da temporada do Estadual. Entre as novidades estavam oito pilotos de Minas Gerais, além do retorno às pistas de Elias Jr, que já competiu na Copa Clio, Stock Light e GT3. O piloto, que foi campeão em duas das quatro temporadas do Estadual que participou, não esconde seu apreço pelo circuito de Jacarepaguá. “Aceitei voltar a competir porque gosto muito deste autódromo e quero aproveitar antes que ele acabe”, contou. Elias chegou em oitavo na primeira prova, mas foi beneficiado pelas punições aplicadas a Rene Junqueira e Marcus Azevedo, por ultrapassagem em bandeira amarela, e subiu para a sexta posição.

Como o grid da segunda corrida apresenta os seis primeiros em ordem invertida daquela que recebeu a bandeirada na prova inicial, Elias ganhou o direito de partir da pole, mas abandonou na sexta volta, com problemas no motor. A principal atração desta disputa foi Marcelo Coimbra, que precisou de apenas cinco voltas para pular da sexta para a primeira colocação. Jorge Claudio Shuback, João Scalabrin, Celso Vianna e Paulo Coelho completaram o pódio da segunda corrida.  Os mesmos cinco compuseram o pódio da primeira prova, com a seguinte ordem: Coimbra, Coelho, Scalabrin, Schuback e Vianna.

Campeão da temporada passada, Beto Sansom não completou nenhuma corrida. Na primeira ele foi vítima da quebra do cabo do acelerador.  Na segunda, do superaquecimento do motor. Depois de conquistar o título com um Corsa, Sansom compete agora com um Gol, que, a partir da segunda corrida, vai dividir com o companheiro Maurício Campelo. “Havia planejado competir em São Paulo, mas o Estadual do Rio está tão competitivo, com vários pilotos novos e de alto nível , que vou continuar por aqui”, contou Sansom.