Equipe Acelera Siriema tem problema com bomba de combustível em Pedra Bela

28 de fevereiro de 2011

Pedra Bela, cerca de 124 quilômetros da capital, foi palco neste fim de semana da primeira etapa do Campeonato Paulista de Rally de Velocidade. Teve de tudo na prova de dois dias, que marcou o início de temporada 2011: disputas acirradas, competidores acelerando forte, capotamentos, quebras e muita adrenalina. Dezessete duplas (dez na A6 e sete na N2) largaram na tarde de sábado (26), mas nem todas completaram os seis trechos cronometrados.

Campeões de 2010 na categoria A6, Luiz e Cris Facco da Equipe Acelera Siriema, finalizaram as três Especiais de sábado, na liderança da categoria. A briga foi boa nas duas primeiras Especiais, mas na terceira conseguiram baixar mais o tempo e fechar na frente. A dupla finalizou no acumulado em 14m56s, 3 segundos do segundo colocado da A6 e cravaram o melhor tempo entre todos os carros da prova.

“O piso estava um pouco escorregadio, tanto que aconteceram dois capotamentos, mas nosso pneu ajudou bastante. A vantagem está bem justa, mas amanhã (domingo) tem mais”, afirmou a navegadora Cris, logo após o término da disputa de sábado.

Neste domingo (27), a largada teve início a partir das 9h30 para a segunda parte do rali. Facco e Cris largaram na frente e vinham forte, mantendo a vantagem, mas faltando aproximadamente dois quilômetros para o final da primeira Especial do dia (SS4) tiveram problemas mecânicos que os impediram de continuar na prova.

O piloto explica o problema que os tirou do certame. “O piso de terra batida era super bom de andar, tanto que vínhamos bem, mas houve um problema com a bomba de combustível e não pudemos mais continuar. Agora é pensar na próxima etapa e foi muito bom participar desta etapa com novos pilotos e navegadores que tornaram o campeonato mais competitivo, o que é muito positivo”, ressalta Facco.

Conforme os resultados extra-oficiais, os vencedores desta primeira etapa foram: na categoria A6 (carros com motores 1.6, preparação livre e tração 4×2) Edu e Marcella Paula com 30:08,1 e, na categoria N2 (carros com motores 1.6, preparação limitada e tração 4×2) Silvio Bizaroli e Selma Oliveira 30:39,5.

Foto: Junior Almeida/Aceleração