Rea supera dor e fica em quarto na segunda corrida da abertura do Mundial de Superbike

28 de fevereiro de 2011

Jonathan Rea (Castrol Honda CBR1000RR) correu bravamente as duas corridas que abriram o Mundial de Superbike de 2011, em Philip Island, na Austrália. Após ser hospitalizado duas vezes durante os testes para a prova – a primeira na fase de testes e a segunda no treino classificatório – o irlandês superou as dores no corpo e conseguiu brilhantemente a quarta colocação na segunda corrida. Na primeira, Rea ficou na 12ª colocação.

”Depois das falhas nos treinos e de tudo o que aconteceu estou fisicamente e emocionalmente acabado. Se me falassem na quarta-feira anterior, quando eu estava deitado na cama do hospital, que eu ficaria em sexto no Mundial, eu iria rir’’, coloca o emocionado Jonathan Rea, que está em 6º no Mundial, com 20 pontos.

O vencedor da etapa na Austrália foi Carlos Chega (Ducati), que ganhou as duas corridas. Na primeira, o espanhol foi seguido de Max Biaggi (Aprilia) e Leon Haslam (BMW), e na segunda por Max Biaggi e Marco Melandri (Yamaha).

O também piloto da Honda, Ruben Xaus, teve uma corrida bastante complicada. Com problemas na moto, o espanhol terminou a primeira prova na 14ª colocação. Já na última, Xaus melhorou o seu desempenho e conquistou o 10º lugar, anotando os primeiros pontos no campeonato.

Supersport

Em sua sétima corrida no Mundial de Supersport, Sam Lowes esteve há 0,33s de conquistar a sua primeira vitória. O piloto da Parkalgar Honda, depois de 21 voltas, conquistou a terceira colocação na abertura da temporada. A corrida, realizada em pista seca, foi vencida por Luca Scassa (Yamaha), que teve diferença mínima para o segundo colocado, Broc Parkes (Kawasaki), por apenas 0,009s. Todos os três pilotos cruzaram a linha de chegada praticamente emparelhados.

Além de Lowes, a Honda teve mais quatro pilotos entre as nove primeiras posições. O quinto foi Robbin Harms, da equipe Harms Benjan Racing, seguido por James Ellison, da Bogdanka PTR Honda, e Florian Marino, da Hannspree Ten Kate Honda. Em 20º no treino de classificação, ao final o sueco Alexander Lundh fez uma corrida de recuperação e terminou na nona colocação.

Segundo mais rápido no treino classificatório, Fabien Foret teve problemas no pneu traseiro e caiu no aquecimento. A queda do piloto da Hannspree Ten Kate Honda resultou em dois dedos quebrados da mão, além de uma fratura na coluna vertebral. Gino Rea, da Step Racing Team Honda, e Miguel Praia, da Parkalgar Honda, tiveram problemas técnicos e não completaram a prova.

A segunda etapa do Superbike e do Supersort será realizada no dia 27 de março, na Inglaterra.
Foto: Honda/Vipcom/Divulgação.