Campagnolo e Coutinho fecham a sexta-feira entre os mais rápidos

12 de março de 2011

A equipe Cesinha Competições começou muito bem o final de semana no Autódromo Internacional Raul Boesel, em Pinhais, pela primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Spyder Race. Seus pilotos, Marcelo Campagnolo (carro 37) (Deterlimp / Texport / Polosul) e Walter Coutinho Jr. (carro 17) obtiveram bons resultados em todas as sessões. Mesmo com chuva, a dupla tratou de apertar o pé e não facilitou a vida dos concorrentes.

Já no primeiro treino livre do dia, Campagnolo foi o terceiro mais rápido da sessão na categoria Race, ficando atrás apenas dos pilotos Fabio Perez (carro 89) e Fernando Fortes ( carro 21). A melhor volta assinalada por Perez foi 1min31s374, com média horária de 145,578 km/h. “Nós utilizamos o primeiro treino praticamente para retomar o carro, eu estava sem andar desde a última etapa em Interlagos – SP, e de alguma forma isso é prejudicial”, disse Campagnolo.

No segunda sessão de treinos livres, Campagnolo manteve-se com o terceiro tempo, porém a diferença do lider já era menor. “No primeiro treino livre, virei quase 3 segundos mais lento que o Fabio, e do segundo treino em diante, consegui diminuir bem a diferença. Na terceira sessão decidimos, eu e o Cesinha haviamos decidido não ir para a pista, mas com a insistencia da chuva, resolvemos experimentar. Na primeira tentativa de volta rápida, eu vinha bem, procurando não errar e sentir a reação do carro. Chegando no “pinheirinho” senti que o carro estava acelerado, parecia que o acelerador estava travado. Tentei segurar mas logo estava na grama, e dai pra frente foi só esperar a pancada”, disse Campagnolo. A telemetria do carro apontava 157 km/h no momento da batida. Danos materiais e tudo bem com o piloto. “O carro está muito bom, e sei que vou melhorar meus tempos neste sábado. Quero garantir uma boa posição no grid, de preferência na pole”, brincou Campagnolo, ja refeito do susto.

Já Walter Coutinho Jr. teve melhor sorte. Na primeira sessão do dia, Coutinho foi o segundo mais rápido, porém muito próximo do ponteiro. Na segunda sessão, o piloto conseguiu ser o mais rápido, com Ronaldo Kastropil na sua cola. “O Kastropil andou muito próximo de mim na segunda sessão do dia, mas eu estive o tempo todo bastante concentrado e preferi ser cauteloso, queria chegar inteiro ao final do dia. A pista tinha alguns pontos com água, principalmente no “S” de alta, e não arrisquei nada. Na terceira sessão, experimentei o set up de chuva, e o carro se comportou muito bem. Quero estar melhor amanhã, sinto que o carro ainda tem muito a oferecer e eu também”, complementou Coutinho.

Texto: ABS Sports  – Fotos: Tarso Marques/(Green Flag – Divulgação.