Marcos Gomes é o primeiro pole da Stock Car em 2011

19 de março de 2011

Foi uma impressionante demonstração de força da equipe Medley/Full Time Sports. O paulista Marcos Gomes liderou a sessão de treinos livres, as duas tomadas classificatórias deste sábado no Autódromo Internacional de Curitiba-Pinhais e conquistou a pole position – a quarta de sua carreira – da abertura da temporada-2011 da Stock Car. A primeira fila da prova deste domingo, que tem largada prevista para as 11 horas, flashes pela TV Globo e transmissão ao vivo pelo SporTv, será completada pelo atual campeão Max Wilson (RC Motorsport).

Foi a segunda pole de Gomes em Curitiba e a primeira desde a da Corrida do Milhão de 2010 em Interlagos. “O desafio, agora, é ganhar aqui. Gosto muito deste traçado e de pistas com boa aderência como esta”, comentou o piloto de Ribeirão Preto, que não poupou elogios ao novo sistema de treinos classificatórios. “É muito mais justo e objetivo. A nossa cultura é de premiar o mais rápido e não aquele estranho formato de média das três melhores voltas dos últimos anos”, lembrou Gomes, novo recordista extra-oficial do traçado com a marca de 1min16s848 registrada pela manhã.

Apesar do domínio avassalador que impôs à concorrência, Gomes passou por um grande susto. A alavanca de câmbio começou a apresentar problemas no Q1 e por pouco não estraga o seu dia. “No segundo, ela soltou de vez. Mas deu para levar o carro até o fim. Acho que este resultado é uma ótima forma de começar o campeonato e compensar o péssimo ano passado, que foi o pior da minha carreira por causa de uma série de azares, principalmente nas paradas nos boxes.”

Gomes acredita que o carro preparado pela equipe comandada pelo diretor-técnico Maurício Ferreira tem tudo para render bem nos 50 minutos da prova. “Fomos punidos na sexta-feira com a perda da primeira sessão de treinos da tarde porque andei com o carro do meu companheiro nos ensaios livres da manhã. Achávamos que era possível, mas os comissários pensaram diferente. Por isso, só tivemos cinco ou seis voltas á tarde para sentir o comportamento do carro com este novo asfalto. Felizmente, todas as mudanças que fizemos no acerto a partir daí surtiram efeito”, continuou. Bem-humorado, resumiu em poucas palavras a estratégia que pretende usar na corrida. “Vencer e não dar mole para ninguém.”

O parceiro de Marcos Gomes cumpriu exatamente o roteiro programado: entrou na pista apenas para o Q1 e completou as duas voltas que lhe garantiram o 30º lugar no grid como tempo de 1min20s763. Amanhã, a tendência é repetir o esquema e regressar aos boxes pouco depois da largada, já que ainda não está totalmente recuperado das fraturas da clavícula esquerda e do dedinho da mão esquerda em decorrência do acidente no “shakedown” do mês passado em Piracicaba. “Sem estar competitivo como os demais, o melhor é economizar pneus para a próxima etapa”, justificou Xandinho Negrão.

Os melhores do grid em Curitiba:

1 – Marcos Gomes (Medley/Full Time Sports), 1min17s552
2 – Max Wilson (RC), 1min17s707
3 – Felipe Maluhy (Officer), 1min17s791
4 – Allam Khodair (Vogel), 1min17s837
5 – Ricardo Maurício (RC), 1min17s877
6 – Daniel Serra (Red Bull), 1min17s934
7 – Átila Abreu (AMG), 1min17s989
8 – Cacá Bueno (Red Bull), 1min18s001
9 – Lico Kaesemodel (RCM Motorsport), 1min18s118
10 – Cláudio Ricci (Crystal Racing), 1min18s156

Fotos: Miguel Costa Jr./RF1-Divulgação.