Bia Figueiredo termina em 13º em Edmonton

25 de julho de 2011

Após 80 voltas disputadíssimas pelos 3,6 quilômetros do Edmonton City Centre Airport, neste domingo, Ana Beatriz Figueiredo, pilota da Ipiranga Dreyer & Reinbold Racing, concluiu a Edmonton Indy, válida pela décima etapa do campeonato da Fórmula Indy, em 13º lugar, largando da 23ª posição.

“A corrida foi muito boa. Decidimos usar primeiro os pneus pretos, e por isso no começo fomos um pouco mais lentos. Em uma das relargadas, o Charlie Kimball parou para evitar uma batida, acabei batendo num pneu traseiro do carro dele, tivemos que trocar o bico do carro, perdemos um bom tempo nisso, pois tivemos que parar em bandeira verde, mas voltamos para a pista com ritmo forte e conseguimos recuperar várias posições até o fim da prova”, comenta a brasileira.

Ela foi melhorando sua performance, baixando seus tempos continuamente, e chegou ao fim da corrida com o nono melhor tempo da prova, 1m19s4710, registrado na volta 64, a cerca de cinco décimos de segundo da volta mais rápida, além de ser a estreante mais veloz em Edmonton.

“Foi muito bom, especialmente quando usamos o último jogo de pneus. Ganhamos várias posições na parte final da prova, e terminamos bem. Foi bacana obter o resultado de todo nosso esforço para virar rápido e sermos competitivos”, comemora Bia.

A boa prova sucedeu treinos difíceis no sábado, em que seu carro sofreu um toque do carro de Will Power e teve a suspensão danificada, na segunda das duas sessões de apenas 45 minutos cada, na programação encurtada pela chuva que impediu os dois treinos da sexta-feira.

E na classificação Bia registrou um tempo suficiente para largar da 16ª posição, 1m19s6432, mas suas duas melhores voltas foram invalidadas, porque a pilota provocou uma bandeira amarela ao perder a traseira do carro e rodar em uma volta rápida, ocupando a 23ª posição no grid, relativa, na verdade, ao seu terceiro melhor tempo (1m20s3224).

“Temos melhorado prova a prova e este talvez tenha sido nosso fim de semana mais competitivo em circuitos mistos. Estamos animados e agora vamos nos concentrar em desenvolver nosso trabalho para largar mais à frente e manter boas performances nas provas. Ficamos felizes e agradeço à equipe por ter me dado um bom carro”, conclui a estreante pilota da Ipiranga Racing.