Jimenez enfrenta problemas com carburador

30 de julho de 2011

Mesmo com o oitavo lugar no grid para a largada da grande final da segunda fase do Campeonato Brasileiro de Kart, que foi disputada neste final de semana em Vespasiano (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, Sérgio Jimenez (GFS Software/CIAO) alimentava boas expectativas, já que buscava seu sétimo título nacional – é o atual recordista de conquistas.

Competindo com equipe própria (a Squadra Competições) e correndo na categoria Graduados, Jimenez viu que a prova não seria fácil ao serem iniciados os procedimentos para o início da bateria que definiria o campeão. “Pouco antes de irmos à pista, nós damos partida no kart em cima do cavalete para ver se está tudo ok, e ali o motor não pegou”, lembrou Jimenez. “Foi uma correria danada. Trocamos a vela e não aconteceu nada; aí colocamos um carburador que nunca havíamos testado. Então fomos à pista meio que às cegas”, lembrou o piloto. “Todos na equipe foram muito rápidos e fizeram um trabalho excelente, porque pude manter minha posição de largada”, destacou.

Na largada, Jimenez ganhou seis posições, indo de oitavo para o segundo lugar, mas o rendimento do motor deixou a desejar. “Aí não deu para segurar o pessoal. A categoria estava muito equilibrada, muito forte, e qualquer coisinha fora do normal compromete o resultado. Aconteceu comigo desta vez. Vamos para a próxima”, resignou-se o piloto, que ainda recebeu a bandeira quadriculada na sexta posição. O campeão foi Rafael Suzuki.

Resultado final (sujeito a verificações técnicas):
1) Rafael Suzuki (MA), 23 voltas em 20min06s687
2) Olim Galli (RJ), a 0s852
3) João Pedro Archer (MG), a 0s984
4) John Louis (PR), a 1s666
5) Gabriel Casagrande (PR), a 2s235
6) Sérgio Jimenez (SP), a 5s383
7) Andre Nicastro (RJ), a 5s546
8) Felipe Guimarães (DF), a 8s163
9) Felipe Fraga (TO), a 8s626
10) Ariel Varella (MG), a 9s396

Foto: Maurício Villela – Divulgação.