24 Horas de Interlagos vai a ser realizada em 2012

2 de agosto de 2011

Exatos 42 anos depois de sua última edição, São Paulo voltará a ser palco da prova “24 Horas de Interlagos”, que será realizada no Autódromo Municipal José Carlos Pace entre os dias 28 e 29 de janeiro de 2012. Sob a responsabilidade da Interlagos Eventos, do promotor Antonio de Souza Filho, será a estreia desta histórica prova de longa duração no traçado de 4.309 metros de Interlagos e, nessa nova fase, fará parte da programação oficial do aniversário de São Paulo, comemorado em 25 de janeiro.

“Em toda a minha carreira, que já soma mais de 40 anos de automobilismo, sempre tive como meta organizar uma prova de 24 horas e, felizmente, a hora é essa”, comemorou o promotor, que para tanto recebeu autorização por escrito da Federação de Automobilismo de São Paulo. A prova terá caráter distinto, não contando pontos para campeonatos, e seu regulamento contempla exclusivamente os veículos nacionais.

“Quando o Eloy Gogliano e o Wilson ‘Barão” Fittipaldi criaram a ’24 Horas de Interlagos’ em 1960, fizeram pensando em valorizar a indústria nacional. Então, meio século depois, estamos resgatando não somente o formato da prova, mas também a sua filosofia”, explicou De Souza. Nesse sentido, só poderão participar desta quinta edição da “24 Horas de Interlagos” os automóveis de Turismo com comprovada fabricação nacional.

Poderão ser sedan e hatch, com duas ou quatro portas, e motorização de 1.6, estando vedada a participação para veículos importados, artesanais e protótipos, além de motores com cilindradas diferentes daquela estabelecida pelo regulamento, que estabelece, ainda, um grid máximo de 60 carros. Poderão se inscrever, por carro, um mínimo de quatro e máximo de 10 pilotos.

HISTÓRIA DE MEIO SÉCULO

A primeira edição da prova aconteceu nos dias 2 e 3 de julho de 1960 e os irmãos Álvaro e Ailton Varanda foram vencedores com um modelo JK, em 299 voltas pelo antigo traçado do Autódromo de Interlagos. Um ano mais tarde, nos dias 3 e 4 de junho de 1961, o modelo JK voltou a vencer, dessa vez sob o comando de Chico Landi e Christian Heins, que completaram 308 voltas.

Seguiu-se, então, um intervalo de cinco anos e a “III 24 Horas de Interlagos” foi disputada em 27 e 28 de maio de 1966, consagrando-se como os grandes vencedores Emilio Zambello e Ubaldo Cesar Lolli, com Alfa Giulia. A quarta etapa só aconteceria em 1970, quando nos dias 16 e 17 de maio, com Chevrolet Opala 4100, os irmãos Bird e Nilson Clemente formam os vencedores.

“Agora, passados tantos anos e depois da construção de momentos maravilhosos do automobilismo brasileiro, é uma satisfação enorme poder convidar os pilotos de todo o Brasil para regatar essa história e, mais do que isso, ter a honra de inscrever seus nomes como participantes da ’24 Horas de Interlagos’, como tantas ‘lendas’ do esporte fizeram no passado”, disse Antonio de Souza Filho, que estará divulgando o regulamento técnico completo nas próximas semanas.

Para obter mais informações sobre as 24 Horas de Interlagos escreva para: desouza@interlagoseventos.com.br.