Roberval aposta em mudanças para vencer em Londrina

3 de agosto de 2011

O 12º lugar na classificação do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck está bem aquém dos planos de Roberval Andrade. Atual campeão sul-americano e brasileiro da categoria, o piloto paulista da Ticket Car Corinthians Motorsport viu-se envolvido numa sequência de problemas que permitiram-lhe concluir apenas uma das três etapas já realizadas. Ele planeja a redenção na quarta, neste domingo (7) no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina.

“A gente trabalha com um objetivo muito claro, que é ganhar a corrida”, diz o piloto. “Talvez o campeonato tenha ficado um pouco distante com os problemas que tivemos até aqui, então nosso trabalho passa a ser feito pensando em uma corrida por vez, e essa de Londrina tem tudo para ser a nossa redenção”, acredita Andrade, que soma duas vitórias no circuito paranaense – em 2005 e no ano passado, quando pilotou com problemas no caminhão nas voltas finais.

Andrade abandonou a primeira etapa do Brasileiro, no Rio de Janeiro, com problemas mecânicos quando era líder. Na etapa seguinte, em Caruaru, estava em segundo lugar quando um problema no sistema de freios o fez sair da pista e bater. Em Goiânia, na prova seguinte, largou da pole-position e liderou até enfrentar novos problemas com o sistema de freios. A queda de rendimento do caminhão deixou-o em nono lugar no resultado final da corrida.

Os problemas enfrentados levaram a uma mudança na linha de ação da Ticket Car Corinthians Motorsport na preparação para a etapa de Londrina. “Desta vez nós não fizemos nenhum treino específico, até porque é em Londrina que temos a maioria dos nossos treinos durante a temporada. Agora, preferimos condensar o trabalho na sede da equipe. Teremos muitas mudanças para esta corrida, tanto no caminhão quando na organização da equipe”, antecipa.

O Scania número 1 com que Andrade disputa a Fórmula Truck passou por uma desmontagem completa desde a corrida de 3 de julho em Interlagos, válida pelo Campeonato Sul-Americano. “Desmanchamos o caminhão inteirinho, fizemos um pente-fino em todos os componentes e reconstruímos o caminhão de novo. A parte de motorização foi totalmente refeita, também. Creio que, com isso, os problemas vão deixar de comprometer os nossos resultados”, ele diz.

Foto: Orlei Silva – texto: Luciano Monteiro – Divulgação.