Após treinos, Corrida do Milhão segue sem favoritos

6 de agosto de 2011

A alternância de posições nos primeiros treinos oficiais da Stock Car, nesta sexta-feira (5), mostrou que os pilotos terão muito trabalho para acertar os carros para o treino classificatório que acontece neste sábado, no Autódromo de Interlagos (SP). Além da pista mais emborrachada, resultante dos testes de quinta, outro fator que contribuiu para a alternância de líderes ao longo do dia foi a adaptação à chicane instalada na Curva do Café. Com ela, foi necessário mudar a configuração de uso do push to pass – sistema que dá ganho de potência para aumentar o número de ultrapassagens durante a prova.

Na corrida deste domingo, os pilotos terão à disposição 12 acionamentos com duração de 15 segundos, cada. A principal alteração é o aumento de potência, equivalente a 100 cavalos. A “borboleta” passará de 60% para 97% de abertura durante o acionamento. Normalmente, o ganho de potência é de 75 cavalos, em média. “Será importante saber o momento certo de utilizar esse recurso. O push e o pit stop podem definir o vencedor da corrida”, afirma Rodrigo Sperafico, piloto da Prati Donaduzzi / JF Racing.

As alterações da pista ao longo da sexta-feira pegaram muita gente de surpresa. O ex-campeão da Fórmula 1, Jacques Villeneuve, companheiro de equipe de Ricardo Sperafico, da Prati Donaduzzi / Amir Nasr Racing, sofreu com problemas de freio. Ele terminou o dia em 30º lugar com o tempo de 1min43s194. “O Villeneuve sentiu as mudanças na pista e encontrou dificuldades para acertar o carro, que estava saindo muito de traseira e travando no momento das freadas. A equipe vai trabalhar para encontrar soluções”, revela Ricardo.

O paranaense também não conseguiu conquistar a posição desejada no treino de hoje. Após andar entre os cinco primeiros nos treinos da manhã, fechou o dia na 17ª posição. “O que mais me atrapalhou foi a utilização de um jogo de pneus que não estava muito bom. Teremos que batalhar muito e tentar tirar o prejuízo, mesmo com pneus usados”, explica.

Por outro lado, Rodrigo Sperafico, piloto da Prati-Donaduzzi / JF Racing, não encontrou tantos problemas com os pneus, mas ainda não sabe precisar qual foi o principal motivo para a queda de rendimento nesta sexta-feira. “Já começamos a analisar os dados do carro. Vamos ter que checar geometria, balanceamento, enfim, só uma análise geral mais profunda e detalhada poderá apontar o que está errado”, afirma.

A classificação final dos treinos desta sexta-feira teve Daniel Serra (Red Bull Racing) em primeiro lugar, seguido por Duda Pamplona (Officer ProGP) e Luciano Burti (Itaipava Racing Team). Neste sábado acontece o último treino livre e a tomada de tempos para a Corrida do Milhão. A prova terá transmissão ao vivo pela Rede Globo, dentro do Esporte Espetacular.

Foto: Fernanda Freixosa / Vicar – Divulgação.