Cristina Rosito marca pontos no Paraná

7 de agosto de 2011

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck foi realizada neste domingo, no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina (PR) . O time comandado por Djalma Fogaça, piloto com sete vitórias e onze pole positions na F-Truck, fechou sua participação no circuito norte-paranaense contabilizando a liderança em dois dos treinos realizados durante o fim de semana, e o melhor resultado do ano para a estreante gaúcha Cristina Rosito – oitava colocada na prova.

Na manhã de sábado, Cristina perdeu o terceiro treino livre e chegou a ser dúvida na classificação depois de bater forte, em um ângulo de praticamente 90o, contra o muro da reta dos boxes na sessão que abriu as atividades do dia no circuito. Depois de um rápido trabalho da DF Motorsport, a gaúcha não só teve a oportunidade de disputar a tomada oficial de tempos, como também pode participar da corrida de forma competitiva.

“Estou muito feliz com este resultado, e com o maravilhoso trabalho de nossa equipe. Depois de feitos os reparos mais urgentes para o treino de classificação, os mecânicos trabalharam ainda mais duro para que meu equipamento estivesse 100% recuperado para a corrida, e pude conquistar meus melhores tempos no fim de semana. Foi uma prova difícil, em razão principalmente do calor, mas consegui me livrar dos acidentes e recuperar posições. Fiz um bom trabalho hoje, mas devo essa oitava colocação a toda a nossa equipe”, comentou a gaúcha.

A Ford Racing Trucks esteve na briga, também, pelas primeiras posições na corrida de Londrina com o paulista Danilo Dirani. Nono no grid, ele chegou a ocupar a quinta posição na metade da prova. Pole position na edição de 2010 da etapa de Londrina, Dirani liderou o warm up deste domingo e o terceiro treino livre da rodada, mas teve suas chances de pódio comprometidas em decorrência de um acidente ocorrido ainda na largada.

Logo no início da prova, Danilo foi atingido por trás pelo Iveco de Paulo Salustiano, incidente que provocou a quebra de uma conexão de ar do Ford Cargo do piloto paulista. Embora tenha continuado na disputa por mais 13 voltas, Dirani abandonou em razão do agravamento do problema mecânico, mas reconheceu o bom momento vivido pela DF Motorsport no Paraná.

“O resultado final pode não ter sido o esperado, mas estou muito satisfeito com o trabalho que fizemos neste fim de semana em Londrina. Nosso caminhão esteve muito competitivo e nosso maior problema foi, mesmo, o treino de classificação. Largando na metade do pelotão, as chances de receber toques e batidas aumenta bastante. O pessoal das primeiras filas freou de repente, com o procedimento de largada já iniciado e com todos já acelerando, e isso normalmente causa batidas nas filas de trás. Consegui evitar o choque com o caminhão que estava a minha frente, e não acho que o (Paulo) Salustiano teve culpa por ter me acertado na traseira. Tivemos mesmo um acidente de corrida, era complicado escapar de uma situação daquelas”, comentou o paulista.

A vitória na etapa deste domingo da Fórmula Truck ficou com Felipe Giaffone. O próximo desafio da categoria está marcado para o dia 04 de setembro, em Buenos Aires. A prova é válida pela última das três corridas do Campeonato Sul-Americano da categoria, que tem Danilo Dirani na vice-liderança.

Foto: Orlei Silva – Divulgação.