Em Pocono Nelsinho fica com 14ª colocação

7 de agosto de 2011

O começo foi excelente, mas o final nem tanto. Foi com essa sensação que o brasileiro Nelsinho Piquet deixou o circuito triangular de Pocono Raceway, uma das mais difíceis pistas da temporada da Nascar Truck Series.

O sábado começou muito bem para o piloto do Chevrolet Silverado número oito. Ele foi o terceiro mais rápido na classificação, atrás apenas de Kevin Harvick (que acabou vencendo a prova) e Kyle Busch. “Foi uma qualificação muito importante, porque na véspera não háviamos preparado a picape para simular o treino de classificação”, conta Nelsinho Piquet. Ele igualou sua melhor posição de largada na temporada da Truck Series (em 7 de julho, no Kentucky, também partiu em terceiro). A diferença, desta vez, é que foi o mais rápido entre os pilotos que disputam o campeonato das picapes, atrás apenas dos dois astros da Nascar Sprint Cup Series.

A prova começou com ameaça de chuva no sábado. Piquet Jr. partiu em ritmo bom e estava em sexto quando houve a terceira bandeira amarela do dia, na 14ª das 50 voltas previstas, pelo início da chuva. Ele então fez seu primeiro pit-stop e era o 15º quando a prova foi interrompida pela bandeira vermelha.

Como a chuva não deu trégua durante a tarde, a corrida foi remarcada para a manhã do domingo. A bandeira verde reiniciou a prova na volta de número 22. Piquet brigava pela décima posição, quando foi obrigado a ir para os boxes na volta de número 30, por causa de um furo no pneu dianteiro direito.

“Ralei no muro de leve, mas como estava rápido a lataria começou a tocar no pneu, que não aguentou. Daí para frente o carro não ficou legal, nem com o empenho da equipe no boxe. A meta então foi concluir a prova”, explica o piloto.

Ele deixou os pits em 20º a 16 voltas para o fim da corrida. “No meio do pelotão, alguns pilotos estavam fazendo umas maluquices. A pista é complicada e eu não estava em posição de arriscar. Poderia ter sido mais agressivo, mas o equipamento já não estava nas melhores condições e achei melhor prevenir e levar até o fim sem batidas”, completa Piquet Jr., que ultrapassou outros seis adversários, para terminar a prova em 14º lugar.

“Foi uma corrida bem movimentada. A pista é difícil e houve muitas paradas por bandeiras amarelas. O circuito mudou um pouco de sábado para domingo por causa da chuva. Perdeu grip”, resumiu o brasileiro, lembrando que das 50 voltas prevista nada menos que 22 foram realizadas sob bandeira amarela.

Com o resultado, ele avançou uma posição no campeonato graças aos 30 pontos que somou. Ele agora é 12º na classificação, com 394 pontos. Está 21 pontos atrás do top-10.

A próxima etapa da Nascar Truck Series, a 15ª do ano, está marcada para o dia 20 de agosto, em Michigan.