Cristian Baumgart/Beco Andreotti fecham primeiro dia entre os seis melhores

10 de agosto de 2011

Começou para valer a 19ª edição do Rally dos Sertões. Depois do prólogo e do super prime realizados ontem (9) em Goiânia, a caravana da competição partiu da capital goiana na manhã desta quarta-feira (10) com destino a Pirenópolis, ainda no estado de Goiás. Os pilotos enfrentaram um total de 236 quilômetros – 83 deles em trechos cronometrados. E o mais rápido do dia foi o campeão de 2010, Guilherme Spinelli, com o Mitsubishi Lancer Evolution. Ele e seu navegador Yousseff Haddad fecharam o dia com o tempo de 1h18min10s.

E a equipe Mitsubishi Brasil começou mesmo mostrando suas forças, colocando seus quatro carros entre os 12 melhores desta primeira etapa do rali: a dupla Reinaldo Varela/Eduardo Bampi terminou em quarto, com Cristian Baumgart/Beco Andreotti em sexto, e Marcos Baumgart/Kleber Cincea na 12ª colocação.

Para os irmãos Baumgart, que correm com os Triton Evo que levam os patrocínios de Vedacit/Mitsubishi/Cidade Center Norte, o dia foi de opiniões distintas. “Esta primeira especial foi de muita quebradeira. Eu e o Beco parecíamos pipoca dentro da panela, de tanto que o carro pulava – e quase viramos mesmo, porque o calor também estava muito forte”, descreveu Cristian, que terminou a etapa com o tempo de 1h21min35seg. “Os trechos eram travados, fechados, com caminhos estreitos e perigosos. Tinha bastante erosão, mas também passamos por alguns rios e riachos – no que o carro deve ter agradecido o ‘refresco’. Acho que todo mundo adotou uma postura mais conservadora e conosco não foi diferente”, concluiu o navegador Beco Andreotti.

Já Marcos Baumgart afirmou que poderia ter sido mais rápido, mas enfrentou alguns problemas pelo caminho. “Poderíamos ter ido um pouco melhor. Nos perdemos duas vezes, mas o Kleber foi rápido na navegação e percebeu a tempo de voltarmos sem tanto prejuízo no tempo final”, disse o piloto. De acordo com seu navegador, Kleber Cincea, não há razão para preocupação. “Hoje cumprimos o equivalente a 3% do rali, e são mais nove etapas pela frente. Acho que apesar destes pequenos contratempos que enfrentamos hoje, o dia foi tranquilo. Agora é buscar melhorar”, disse.

Foto: Marcelo Maragni/Foto Arena.