Christian Fittipaldi tem Felipe Massa como companheiro nos treinos em Interlagos

12 de agosto de 2011

O paulista Christian Fittipaldi teve um companheiro especial, nesta sexta-feira (dia 12), na abertura dos treinos livres para a quarta rodada dupla (7ª e 8ª etapas) da temporada 2011 do Troféu Linea, no autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Felipe Massa, piloto da equipe Ferrari e idealizador do Racing Festival, aproveitou o intervalo sem provas na Fórmula 1 para acompanhar as corridas e participou dos treinos desta sexta. Massa pilotou o segundo carro da equipe Fittipaldi e mostrou excelente adaptação aos carros da categoria de turismo do evento. No combinado do dia, o piloto registrou o sexto melhor tempo. O líder Cacá Bueno foi o mais veloz.

“O sexto lugar não foi ruim, considerando que esta é a minha primeira vez na categoria, o nível dos pilotos é elevado e o carro é muito diferente do Fórmula 1. E só não fui melhor porque o volante ficou pesado depois que passei pela chicane, mas isso também fez parte do aprendizado. O carro é bem-feito, estável nas curvas, tem um câmbio legal e é muito gostoso de guiar”, declarou Massa, que a partir desta sábado passa a ser apenas expectador da categoria.

Ex-piloto de Fórmula 1, Fittipaldi ficou feliz com a participação de Massa nos treinos. “Conversamos um pouco antes do primeiro treino, como se ele estivesse correndo comigo na equipe. Quando você pilota sempre o mesmo carro, você começa a ficar viciado, então é bom ouvir também uma segunda opinião, de quem está do lado de fora. Foi um prazer enorme tê-lo aqui com a gente hoje. Pena ele não poder correr, mas espero que ele tenha tirado um bom proveito dos treinos”, comentou Christian, que encerrou o dia em 11º lugar.

“A presença do Felipe não alterou em nada o nosso programa de treinos. Trabalhamos visando as corridas e toda a estratégia para o final de semana. Ele teve um dia bem produtivo. No final, sofreu um probleminha no carro, mas estaria sem dúvida entre os quatro primeiros, o que mostra o potencial do nosso carro”, continuou Fittipaldi.

“No meu caso, não passei pneus novos. Pela manhã, eu estava satisfeito com o resultado, diante da quilometragem dos pneus que usamos, mas no segundo treino tive um problema de motor e só dei duas voltas. Meu carro era 11 quilômetros mais lento na reta. Agora vamos decidir se vamos trocar ou não o motor. Você pode trocar pelo menos uma vez na temporada e, como nunca trocamos, pode ser uma possibilidade”, completou o piloto, que terá mais um treino livre na manhã deste sábado (13) para trabalhar o acerto do carro, antes da definição do grid.