Pilotos da CB 300R e 600 Hornet vão usar chicane em Interlagos

13 de agosto de 2011

Os competidores das categorias de motocicletas CB 300R e 600 Hornet optaram pela utilização da nova chicane, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, durante a quarta etapa do Racing Festival, neste fim de semana (13 e 14).

Reformada há nove dias e já testada em competições de carros, a chicane na curva do Café tem o intuito de reduzir a velocidade dos veículos e consequentemente aumentar a segurança dos pilotos. A obra para previnir acidentes no local foi uma solicitação da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e homologada pelo Conselho Técnico Desportivo Nacional (CTDN), da CBA, que determina as especificações técnicas e intervenções.

Porém, a alteração não favorece a categoria de motos. Mesmo assim, em briefing realizado após os treinos livres desta sexta (12), os próprios pilotos decidiram passar pelo novo traçado. “Vai ser preciso muita concentração com esta mudança. A chicane tem um desvio, uma lomba, e dificultou a passagem. A gente vem de um trecho de alta velocidade e na hora da curva é necessário fazer uma redução brusca. Por isso a atenção tem que ser redobrada”, aponta Murilo Colatreli (74), da 600 Hornet. Já o piloto Rafael Noronha (108), da CB 300R, aprovou a alteração.”Na minha opinião o traçado melhorou com a chicane. Ela exige certa habilidade dos pilotos”, comenta Noronha.