Giuliano Losacco vence em Interlagos

15 de agosto de 2011

Nada como uma corrida depois da outra. Recuperando-se plenamente da má jornada na etapa passada em Londrina, onde jamais conseguiu acompanhar o ritmo dos adversários, Giuliano Losacco conquistou a vitória na 8ª etapa do Troféu Linea, complemento da rodada dupla realizada neste domingo no Autódromo de Interlagos. O piloto da Pater Racing, que já havia terminado em 4º na primeira bateria, voltou a ganhar um ano depois da vitória em Curitiba e agora passa a ocupar a 4ª posição no campeonato com 49 pontos.

Depois de alguns problemas nos treinos livres, a evolução da equipe Pater Racing ficou patente nos treinos classificatórios, quando pela primeira vez na atual temporada Losacco conseguiu ficar entre os cinco primeiros do grid. A evolução foi creditada à chegada de Mauricio Ferreira como novo diretor-técnico da equipe. Durante a primeira corrida, Giuliano teve boas disputas e chegou a duelar com Popó Bueno pelo terceiro lugar, mas recebeu a bandeirada em quarto. A vitória ficou com o paulista André Bragantini.

Na prova de fechamento da programação, o bicampeão da Stock Car fez valer sua experiência e, com uma grande largada, pulou para segundo, atrás do paulista Fábio Carreira. Um forte acidente com o carioca Ulysses Silva obrigou à entrada do Safety Car e, logo após a relargada, Giuliano tomou a ponta com a ultrapassagem sobre Carreira na Curva do Pinheirinho. Daí em diante, Losacco passou a contar com as brigas que ocorriam logo atrás para sustentar pequena vantagem sobre os rivais. Losacco subiu ao pódio acompanhado de Carreira e do terceiro-colocado Cesinha Bonilha.

“Era muito importante largar bem na segunda corrida e o carro não escorregou nada. Depois que o Safety Car saiu consegui assumir a liderança no miolo do circuito. Estou muito feliz por voltar a vencer e pela equipe, que cresceu muito com a vinda do Mauricio Ferreira”, falou Losacco. “Foi uma das vitórias mais emocionantes da minha carreira, já que não conseguia abrir muito dos demais e qualquer erro poderia ser fatal”, completou.

O paulista Marcos Gomes, companheiro de Losacco na Pater Racing, não teve o que celebrar no Dia dos Pais. Depois do 12º lugar no grid da 7ª etapa, o filho de Paulo Gomes conseguiu cruzar a linha de chegada em 8º, o que lhe garantiu o direito de largar na pole position na corrida final. Mas, durante a volta de alinhamento, o motor de seu Linea quebrou e o paulista não pôde partir. “Tivemos muitos problemas no fim de semana, conseguimos reverter alguns, mas ainda estamos sofrendo com os freios, principalmente nas freadas fortes. Queria cumprir o objetivo de largar bem na segunda corrida, mas essa falha não deixou”, lamentou Gomes.

A próxima etapa do Troféu Linea será nos dias 24 e 25 de setembro, em Curitiba.

O resultado da 8a etapa:

1 – GIULIANO LOSACCO – 12 voltas em 27min59s149
2 – FÁBIO CARREIRA – a 1s067
3 – CESINHA BONILHA – a 2s003
4 – CACÁ BUENO – a 2s180
5 – CHRISTIAN FITTIPALDI – a 3s024
6 – ALLAM KHODAIR – a 3s373
7 – ANDRÉ BRAGANTINI – a 3s484
8 – POPÓ BUENO – a 6s582
9 – BETINHO SARTORIO – a 9s125
10 – RICARDO SARGO – a 11s817
11 – LUCIANO KUBRUSLY – a 12s382
12 – LEONARDO NIENKOTTER – a 14s128
13 – ROGÉRIO MOTTA – a 14s998
14 – ROGÉRIO CASTRO – a 17s728
15 – CLEMENTE FARIA JR. – a 21s299
16 – JACOMO SANZONE – a 24s969

Não completaram:
Fernando Nienkotter
Ulisses Silva
José Vitte

Melhor volta: Cacá Bueno, 1min53s790 (média de 136,482 km/h)

Classificação do campeonato:

1 – CACÁ BUENO – 90
2 – POPÓ BUENO e ALLAM KHODAIR – 57
4 – GIULIANO LOSACCO – 49
5 – LEONARDO NIENKOTTER – 39
6 – FÁBIO CARREIRA – 34
7 – CHRISTIAN FITTIPALDI – 30
8 – ANDRÉ BRAGANTINI – 26
9 – CESINHA BONILHA – 24
10 – CLEMENTE FARIA JR – 23
11 – ALCEU FELDMANN – 20
12 – ULISSES SILVA – 16
13 – ALAN HELLMEISTER e HOOVER ORSI – 14
15 – MARCOS GOMES – 13
16 – FERNANDO NIENKOTTER – 9
17 – BETINHO SARTORIO – 8
18 – SERAFIN JR e ALESSANDRO MARCHINI – 6
20 – RICK ROSIN – 5
21 – ROGÉRIO CASTRO e LUCIANO KUBRUSLY – 4
23 – JOSÉ VITTE – 3
24 – WELLINGTON JUSTINO – 1