Brasileiro de Marcas tem treinos extras nesta sexta

16 de agosto de 2011

Na temporada de estreia do Brasileiro de Marcas, que já passou por Tarumã (RS), Interlagos (SP) e Jacarepaguá (RJ), Honda Civic, Ford Focus e Toyota Corolla ainda não conquistaram nem a pole position – uma exclusividade do líder do campeonato, Valdeno Brito – nem a vitória. Em seis corridas, apenas o paraibano e o paulista Thiago Camilo subiram no alto do pódio, pilotando o carro da marca americana.

Nesta semana, a Vicar, organizadora da competição, anunciou a realização de dois treinos extras no circuito gaúcho do Velopark. As sessões acontecem nesta sexta-feira (19), véspera do início da programação oficial da quarta rodada dupla, que marca a metade do Campeonato.

Além de ser uma oportunidade de os pilotos se “ambientarem” à pista, as duas sessões de 45 minutos servirão para que as equipes, a JL, que construiu os carros da Chevrolet e da Toyota, e a Metal Moro, que montou os modelos Honda e Ford, realizem novos testes mecânicos nos carros.

Para equalizar a disputa, os cinco primeiros do campeonato só poderão dar seis voltas durante os treinos extras de sexta-feira. Os pilotos que estiverem entre a sexta e a décima posição na tabela terão direito a até 19 passagens. Para os demais competidores o limite será de 31 voltas.

De acordo com o diretor técnico da Honda / Full Time, Maurício Ferreira, é natural que sejam feitas pequenas adequações técnicas no decorrer do ano. “É a primeira temporada da competição, com carros totalmente novos. Tomando isso como base, o saldo é bastante positivo, pois enfrentamos poucos problemas técnicos até agora e terminamos praticamente todas as provas”, avalia.

Por outro lado, Ferreira ainda busca o setup ideal para os modelos Civic de Alceu Feldmann e Fábio Carbone, que ainda não subiram no pódio. “Fizemos vários testes nas primeiras corridas e agora temos os dados necessários para sermos mais competitivos. A expectativa para o fim de semana é boa”, adianta.

Para Feldmann, as corridas de domingo serão decisivas: “Tive um fim de semana ruim no Rio de Janeiro. Cheguei lá na vice-liderança e saí em quinto na tabela, após sofrer uma batida na primeira bateria e abandonar. Pontuar nas duas provas do Velopark será essencial para seguirmos na briga pelo título”, enfatiza.

Na visão do piloto, a única vantagem do fim de semana “trágico” no Rio de Janeiro foi ter se livrado do lastro de sucesso imposto pelo regulamento. “Corri em Jacarepaguá com 40 quilos a mais no carro. Agora só terei dez quilos de peso extra e preciso tirar o máximo proveito disso”, avalia.

Os oponentes diretos de Alceu terão que carregar mais peso na programação do fim de semana: Brito e Camilo terão 50 e 40 quilos a mais em seus carros, respectivamente. Thiago Marques terá 30 quilos de lastro e Daniel Serra 20. De acordo com Feldmann, além destes, Carbone, Galid Osman, Juliano Moro, Átila Abreu e Denis Navarro chegam ao Velopark sem peso extra para carregar e serão concorrentes fortes às vitórias.

A previsão é de um fim de semana gelado no Velopark. Os institutos de meteorologia apontam chuva na sexta-feira, dia da realização dos treinos extras, e muito frio nos dias seguintes, com possibilidade de geada na capital e neve na Serra Gaúcha. A programação prevê mais dois treinos livres e o classificatório no sábado. No domingo, a primeira corrida acontece às 10h15 e a segunda começa às 13h25, com transmissão ao vivo pela Rede TV!.