Pilotos da GT Brasil completam testes particulares em Interlagos

19 de agosto de 2011

A sexta etapa da GT Brasil, marcada para os dias 27 e 28 de agosto, em Interlagos, se aproxima e exatamente pensando na preparação alguns pilotos aproveitaram os dois últimos dias, quarta (17) e quinta-feira (18), para levar os carros à pista do autódromo de São Paulo. Pela classe  GT3, andaram Rafael Derani, de Ferrari F458, e Rodrigo Sperafico, de Corvette Z06R. Já os representantes da  GT4 foram Cristiano Federico, com o Aston Martin Vantage do pai, Fábio Greco, de Maserati Gran Turismo, e Christian Pons, de Ferrari Challenge.

Rafael Derani é o vice-líder do campeonato, em parceria com Claudio Ricci, apenas um ponto atrás dos primeiros colocados. Mas até agora não havia tido a oportunidade de testar o carro, que tem menos de dois meses de competição, fora do final de semana de corrida. “Andei pouco, não tínhamos pneus para esticar muito as atividades, mas foi importante exatamente para conhecer melhor o carro. Em resumo, foi um trabalho bem leve, mas fundamental por nos oferecer um tempo de pista e de experiências que o fim de semana de corrida não permite”, afirma o piloto, campeão da categoria em 2009.

Os treinos particulares (pelo regulamento, é permitido andar nas pistas do calendário até sete dias antes do evento oficial) serviram também para o reencontro de Rodrigo Sperafico com o Corvette Z06R. Eles haviam ficado de fora da etapa anterior, disputada em Curitiba. “Como ficamos uma etapa fora, era importante andar um pouco com o carro e ver se tudo estava funcionando corretamente. Neste sentido, foi um bom teste e agora vamos para a etapa de São Paulo ainda mais preparados”, comenta Rodrigo Sperafico, que ainda busca a primeira vitória guiando com Claudio Dahruj.

Os dois líderes da GT4 também marcaram presença, mas com objetivos diferentes em Interlagos. Cristiano Federico, parceiro de pilotagem de Caio Lara em um Ferrari Challenge, trabalhou no desenvolvimento do Aston Martin Vantage utilizado pelo pai, Oswaldo Federico, e por Marcelo Losasso. “Meu pai pediu para que eu ajudasse no desenvolvimento do carro e claro que aceitei. Gostei bastante de pilotar o Aston Martin, mas agora é hora de me concentrar para a corrida. Espero repetir o que conseguimos em Curitiba”, revela Cristiano Federico.

Ele venceu as duas últimas corridas. “Mas aqui não será fácil, com os novos pneus traseiros que vamos usar e com a chicane que irá cortar um pouco a nossa vantagem de velocidade em relação aos outros. De toda forma, o fim de semana promete”, conclui o líder da  GT4. Atual segundo colocado na tabela ao lado de Valter Rossete, Fábio Greco aproveitou a chance para continuar o trabalho de evolução do estreante Maserati Gran Turismo. “Foram dois dias bem produtivos e não podia deixar essa chance passar”.

“A cada teste estamos mais próximos dos outros e aposto que estaremos ainda mais fortes em São Paulo. A chicane também deve tirar um pouco de nossa vantagem, mas confio que poderemos brigar por vitória e estamos todos trabalhando duro para isso”, encerra Fábio Greco. Já Christian Pons, que divide a pilotagem com Marcello Sant’Anna, testou para assegurar a boa fase da dupla, que chegou em segundo em uma das corridas de Curitiba. “Depois dos bons resultados que tivemos em Curitiba, espero manter o mesmo ritmo pensando no campeonato”, afirma Christian Pons.

Foto: Fernanda Freixosa – Divulgação.