Chuva aumenta a dificuldade das disputas na Aldeia da Serra

21 de agosto de 2011

A  sexta rodada da Copa São Paulo Light de Kart foi disputada neste sábado (20), debaixo de chuva. Assim, os pilotos estão tendo de enfrentar as dificuldades do piso molhado.  As primeiras provas do dia foram da categoria Mirim. O Campeão Brasileiro Paulo Coelho foi o nome do dia. Depois de registrar a pole-position o garoto mostrou porque está em uma excelente fase e, mesmo diante das dificuldades da pista, conseguiu abrir mais de dez segundos de vantagem para o segundo colocado e venceu a prova. Arthur Andrade chegou em segundo e Pedro Braga ficou com a terceira posição.

Seguindo a manhã de corridas a categoria Cadete tomou a pista. Com o piso ainda muito molhado os garotos começaram a disputa brigando intensamente pelos primeiros postos. Mas, com o passar das voltas, o líder Gabriel Lopes foi conseguindo se distanciar dos demais. Aproveitando-se ainda da acirrada briga pela segunda posição ele conseguiu abrir mais de três segundos para o segundo colocado e comemorou muito a vitória. Fernando Barros chegou em segundo e Diego Ramos, em terceiro.

A terceira corrida da manhã, esta disputada sob forte chuva, reuniu os garotos da Júnior Menor. Após uma largada precisa o matogrossense Gabriel Sereia (foto)  usou a experiência dos vários anos de competição para levar seu kart com bastante cuidado. Mesmo com muita água no traçado ele conseguiu ser rápido e constante abrindo grande vantagem para os demais. Com quase dez segundos de vantagem ele recebeu a bandeirada da vitória. A briga pela segundo posição foi bastante intensa e, em meio à ultrapassagens e saídas de pista Zaiya Fontana recebeu a bandeirada na segunda posição. André Castro cruzou a linha na terceira posição.

Encerrando as disputas da manhã a Júnior tomou o traçado. Também sob chuva constante a corrida começou com uma disputa intensa entre Arthur Fortunado, Léo Gimenez e Vitor Baptista. Vitor conseguiu assumir a ponta e abrir um pouco enquanto que Fortunato, Gimenez e Gabriel Fernandes lutavam pelo terceiro posto. Na metade da prova Fortunato conseguiu se firmar no segundo posto e passou a perseguir o líder, tirando bastante vantagem. Mas, nas últimas voltas, Baptista conseguiu voltar a andar rápido e, com isso, assegurou sua vitória. Fortunato terminou na segunda posição e Gimenes, em terceiro.

Categorias Super Cadete, Super Sênior, Master “A” e “B” e Sprinter fizeram as quatro baterias que completaram a programação

Dando prosseguimento à sexta rodada da Copa São Paulo Light as corridas da tarde foram disputadas sob as mesmas condições climáticas anteriores, ou seja, pista molhada para todas as classes. Para o bom público presente ao kartódromo este ingrediente foi ótimo, pois, proporcionou várias rodadas e muitas ultrapassagens em todas as corridas.

A primeira corrida da tarde foi da Super Cadete, com a maioria dos seus pilotos já tendo disputado, mais cedo, a prova da Cadete. Desta vez, o nome da bateria foi o de Juan Crespi. A pole-position foi do carioca Yanni Fontana, mas, este foi superado logo no início por Crespi que, demonstrando extremo domínio do equipamento, sob levar seu kart sem erros até a bandeirada da vitória. Yanni chegou em segundo e Erick Dohmann em terceiro.

A prova seguinte reuniu os mais experientes pilotos do dia na corrida da Super Sênior. Este bateria teve, certamente, o lance mais inusitado deste sábado e provou, mais uma vez, que corridas realmente só terminam na bandeirada. O paulista Marcos Pelli, após uma excelente largada, assumiu a primeira posição e, sem ser ameaçado, abriu grande vantagem para o restante do pelotão. Na última curva, porém, a menos de 100 metros da bandeirada da vitória, o piloto acabou rodando sozinho e permitindo que o carioca André Matinha, que vinha em segundo, o ultrapassasse e vencesse a corrida. A diferença de Pelli para os demais era tão grande que os mecânicos o recolocaram na pista e ele ainda cruzou a linha de chegada no segundo lugar. Doglas Pierosan, do Paraná, chegou em terceiro.

A terceira prova da tarde teve as classes Master “A” e “B” na pista. Diferente do que tem acontecido nas últimas etapas, quando os pilotos da “B” estavam se destacando diante dos da “A”, desta a experiência contou mais. Os cinco primeiros colocados da classificação geral foram, efetivamente, da classe “A”, comprovando a dificuldade de se pilotar no traçado escorregadio de hoje. Renato Turelli venceu a prova seguido por Daniel Croce e Felipe Gama. Na “B” a vitória ficou com o carioca Vinícius Corbo, seguido por Marcos Serafim Júnior e Eduardo Pimenta.

Encerrando as atividades do chuvoso sábado paulistano os pilotos da Sprinter tomaram o traçado. Com extrema facilidade Rafael Samanioto abriu incríveis 25 segundos de vantagem para todo o restante do pelotão e comemorou muito a sua vitória. Na média da corrida ele abriu mais de um segundo por volta. Arthur Oliveira chegou na segunda posição e Felipe Bastos foi o terceiro.

Seguindo seu calendário anual de competições o Light retoma suas disputas no início do mês que vem. A sétima rodada do ano está marcada para o dia 10 de setembro, também no Kartódromo Aldeia da Serra.

Foto: Flávio Quick – Divulgação.