Daniel Oliveira e Carlos Magalhães enfrentam problemas mecânicos

21 de agosto de 2011

Logo após o café da manhã, Daniel Oliveira e Carlos Magalhães tiveram que trabalhar duro para conseguir chegar ao final do segundo dia do Rally da Alemanha. Uma inesperada quebra de um semieixo em seu MINI John Cooper Works fez a dupla português-brasileira colocar de lado as suas ambições de superar a classificação de 6ª feira e adotar um ritmo que os permitisse voltar ao Parque de Assistência em Trier. Mais atentos aos inesperados ruídos que vinham da parte dianteira esquerda de seu carro do que em escutar às notas do percurso, Daniel, durante as quatro primeiras especiais acabou perdendo quatro posições até o 28º lugar. À tarde, no entanto, com o carro revisado, Daniel Oliveira abaixou seus tempos em dúzias de segundos  por quilometro para escalar até a 24ª posição.

A palavra de Daniel: “Não é nada normal quebrar um semieixo na primeira especial do dia, poucos quilômetros depois da largada. Eu notei uma vibração e pensei ter passado sobre alguma coisa ou que o piso estava mais úmido. Logo depois dei duas rodadas e tivemos sorte de não ter um acidente e do semieixo não se soltar de todo. Mas tínhamos que cobrir as quatro especiais antes de voltar para o Parque de Assistência. Então decidimos prosseguir com calma,   desconectando o bang-bang, para conseguir isso e poupar o equipamento ao mesmo tempo”.

O terceiro dia:  Com pouco mais do que a metade da quilometragem dos primeiros dois dias, a rota de domingo no Rally da Alemanha volta aos vinhedos do Mosel com duas passadas em duas especiais traiçoeiras como Danile pode comprovar no primeiro dia. O Power Stage vai ser disputado em uma localização espetacular em volta da Porta Nigra, a velha fortaleza romana, e as ruas adjacentes de Trier, em duas passadas que totalizam 4,37km.

Continuou a briga fratricida entre os dois pilotos da Citröen oficial Sèbastien Loeb e Sèbastien Ogier, que estavam separados por apenas 1,4seg, até que o sete vezes campeão teve um pneu furado na última  e famosa especial Panzerplatte, perdendo cerca de 1min 55seg. Um incidente similar com o Ford Fiesta de Mikko Horvonen permitiu ao espanhol Sordo de colocar provisoriamente um pé no pódio com o seu MINI.

Fotos crédito – BWRT – A. Lavadinho