Bruno Senna diz que GP da Bélgica valeu como aprendizado

28 de agosto de 2011

O saldo da estreia de Bruno Senna pela Lotus Renault GP apresentou resultado muito além da decepção pelo acidente com o espanhol Jaime Alguersuari logo após a largada neste domingo em Spa-Francorchamps. Embora decepcionado com o choque que danificou o bico do seu carro, custou a punição com passagem pelos boxes e comprometeu o seu regresso à Fórmula 1, Bruno lembrou que o mais importante foi o aprendizado adquirido ao longo das 44 voltas. “Estou muito mais bem preparado para o GP da Itália do que antes desta corrida”, garantiu, depois de cruzar a linha de chegada em 13º e já manifestando ansiedade pela prova do dia 11 de setembro em Monza.

Bruno reconheceu o erro que provocou o abandono do piloto da Toro Rosso. “Errei, mas seria mesmo difícil não cometer algum erro depois de tanto tempo de inatividade e sem o ritmo dos outros. Acho que freei um metro, talvez dois, mais tarde e não consegui desacelerar o necessário. Lamento pelo Alguersuari. Não falei com ele depois da corrida, mas nesta semana pretendo telefonar e me desculpar. Antes da largada, o pai dele me desejou boa-sorte”, contou.

Depois do choque ainda na primeira curva, Bruno ficou aliviado ao constatar que os danos no carro não foram tão severos a ponto de obrigá-lo a desistir. “Mais importante do que qualquer coisa foi poder fazer a corrida inteira. Pude aprender muito sobre o consumo de pneus, a mudança no balanço do carro ao longo da prova e os sistemas que utilizava pela primeira vez, como o KERS e as asas traseiras móveis.”

Nesta semana, Bruno pretende passar pela sede da Lotus Renault em Enstone, na Inglaterra, onde deverá se reunir com os dirigentes da equipe para fazer um balanço do GP da Bélgica e iniciar a preparação para o GP da Itália. O 7º lugar no grid, conquistado numa sessão classificatória marcada pela mudança nas condições climáticas variação do asfalto de molhado para seco, se transformou no ponto alto do fim de semana. “Fiquei muito contente com o desempenho no qualifying, mas a corrida também teve pontos positivos. Gostei do meu ritmo, adquiri muito conhecimento e confiança. Isso vai me ajudar bastante no GP da Itália”, concluiu.

Foto: Lotus Renault GP/LAT/MF2 – Divulgação.