Cristiano e Caio mantêm liderança na GT4

12 de setembro de 2011

A repetição do terceiro lugar, mesmo resultado da prova disputada no sábado, manteve a dupla Cristiano Federico/Caio Lara na ponta da categoria GT4 da GT Brasil. Neste domingo, nos 3.067 metros do traçado do autódromo de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, eles enfrentaram problemas nos freios, além de dificuldades elétricas e no câmbio da Ferrari F 430, mas ainda assim mais uma vez marcaram presença no pódio, em uma regularidade que tem sido fundamental para a manutenção da liderança.

Agora, Cristiano e Caio têm 207 pontos contra 199 dos vice-líderes Valter Rossete e Fábio Greco. A terceira colocação continua nas mãos da dupla Alan Hellmeister e Sérgio Laganá, com 180 pontos. Nesta segunda metade do campeonato os pilotos descartam um resultado. A vitória na etapa ficou com a dupla Leo Burti/Valter Pinheiro, a mesma que ganhou no sábado.

“Quando entreguei o carro para o Caio já estava com alguns problemas eletrônicos e elétricos, pois optamos por largar com os faróis acesos e a bateria se desgastou muito. Além disso, o sistema ABS dos freios passou a falhar, o que me levou a rodar e até a passar reto numa curva. O Caio foi muito bem na parte final”, disse Cristiano Federico.

Para Caio Lara, as dificuldades foram maiores ainda, pois além dos freios, a parte eletrônica piorou e as marchas deixaram de entrar corretamente.

“Foi uma segunda metade muito tensa, pois estava bem complicado pilotar a Ferrari. Nas últimas voltas liguei e desliguei o carro várias vezes na reta para ver se reiniciava o sistema de gerenciamento. Na última passagem tive de fazer inteirinha na terceira marcha, pois outra não entrava. Com isso tudo, esse terceiro lugar foi excelente para a prova e principalmente para o campeonato, pois nos mantivemos na frente e ampliamos um pouco a vantagem”, finalizou Caio Lara.

O outro carro da Equipe ATW/BVA/R3MZ, o Aston Martin Vantage da dupla Marcelo Losasso/Osvaldo Federico teve uma das melhores atuações desde que chegou. Nas mãos de Losasso, o Aston chegou a ocupar a terceira posição na categoria GT4, mas depois caiu de rendimento.

“Ainda vamos conseguir realizar nosso objetivo que é chegar ao pódio nesta temporada. O carro e nós também temos evoluído bastante e logo, logo atingiremos a nossa meta”, completou Osvaldo Federico.

A próxima rodada dupla, a oitava da temporada, deve ser mudada de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, para Guaporé, no Rio Grande do Sul, na mesma data: dia 23 de outubro.

Foto: Fabio Rhino Oliveira – Divulgação.