Leonardo Burti e Valter Pinheiro conquistam segunda vitória seguida em Jacarepaguá

12 de setembro de 2011

Vai ser difícil tirar da memória da dupla Leonardo Burti e Valter Pinheiro o que aconteceu neste fim de semana no Rio de Janeiro. Correndo juntos pela primeira vez, eles dominaram as duas corridas disputadas na sétima etapa, a última delas neste domingo, com uma vitória sem sustos contra os vice-líderes do campeonato, Valter Rossete e Fábio Greco. O terceiro lugar ficou com os primeiros colocados na tabela de classificação, Cristiano Federico e Caio Lara.

“Sem dúvida nenhuma, foi muito emocionante vencer em casa”, falou Valter Pinheiro, que é do Rio de Janeiro. “Foram minhas primeiras vitórias na categoria e nossas duas primeiras como dupla. Nosso carro tem mais de 100 cv de desvantagem para os modelos da Ferrari e Maserati, então usamos nossa força nas curvas para ganhar”, comenta Valter Pinheiro. Eles dominaram praticamente a corrida inteira. “Na largada, cheguei a ser ultrapassado”.

“E sabia que precisava me recuperar logo para abrir boa vantagem. Consegui, foi um período no limite e bastante emocionante”, conclui Valter Pinheiro. Seu parceiro de pilotagem, Leonardo Burti, completou o trabalho com ótimo ritmo de corrida no final – com direito a um susto em quem assistia a corrida em Jacarepaguá. Reduziu a velocidade e aparentava ter problemas, mas estava apenas esperando para cruzar a linha de chegada próximo aos companheiros, Valter Rossete e Fábio Greco.

“Eu passei devagar esperando o Fábio Greco, que é meu companheiro de equipe, para passarmos juntos na linha de chegada. Os mecânicos trabalharam muito durante o fim de semana, então queria dar esta oportunidade para eles festejarem”, revela Leonardo Burti. Para o campeão de 2010, Valter Rossete, o fim de semana foi de superação, com o segundo lugar na prova. “Ontem, a corrida foi complicada, tivemos problemas com o freio e acabei saindo duas vezes da pista”.

“Mas a equipe trabalhou neste problema e fomos para a corrida confiantes. O início foi difícil, mas fui recuperando as posições que havia perdido na largada durante a confusão da GT3. A equipe fez a dobradinha e saio muito satisfeito do Rio de Janeiro”, fala Valter Rossete. Fábio Greco, parceiro de pilotagem dele, ressalta a evolução do Maserati Gran Turismo, apresentada nas corridas mais recentes do campeonato de 2011.

“O carro está melhorando cada vez mais. Ninguém achava que seríamos rápidos no Rio de Janeiro, nas curvas de baixa, mas foi o ponto forte dele. Estou feliz também pelo Pinheiro e pelo Leo, pelas vitórias e pelos resultados que conquistamos”, destaca Fábio Greco. Enfrentando dificuldades durante a corrida, o terceiro colocado, Caio Lara comemorou o resultado alcançado. “De acerto, tínhamos um carro muito bom no fim de semana, mas tivemos problemas no freio e no câmbio durante a corrida”.

“Em algumas voltas, eu estava dois segundos mais rápido, mas em outras tomava muito. O resultado final foi maravilhoso pensando no campeonato, com os dois terceiros lugares de ontem e hoje, e por ter aumentado nossa vantagem em relação aos segundos colocados”, afirma Caio Lara. “O domínio dos adversários nós já esperávamos, mas saímos no lucro pensando na corrida de hoje, com todos os problemas. Nossa constância é que tem nos mantido na frente”, conclui Cristiano Federico.

Fotos:  Fernanda Freixosa – Divulgação.